Províncias

Mais partos na Maternidade

José Rufino * | Moxico

A Maternidade Provincial do Moxico registou durante o ano passado 4.728 partos, número considerado elevado em relação ao mesmo período de 2008 em que se registaram apenas 427, segundo a directora daquela unidade hospitalar.

Durante o ano passado foram registados mais de quatro mil partos
Fotografia: Maria Augusta

A Maternidade Provincial do Moxico registou durante o ano passado 4.728 partos, número considerado elevado em relação ao mesmo período de 2008 em que se registaram apenas 427, segundo a directora daquela unidade hospitalar.
Hirondina Lúcia Júlio afirmou que foram também realizadas 302 cesarianas, 3.197 consultas de ginecologia, das quais 703 resultaram em internamento por manifestarem maior gravidade, 12.920 consultas pré-natal e 5.633 planeamentos familiares.
O paludismo foi a patologia mais frequente em mulheres grávidas na província, situação que deixou preocupadas as autoridades sanitárias, disse, Hirondina Lúcia.
Para este ano, de acordo com a directora da maternidade, estão previstos mais partos devido ao elevado número de pacientes que diariamente afluem às consultas pré-natal.

Acidentes mortais

O Comando Provincial da Polícia Nacional no Moxico registou durante a semana passada 18 crimes dos quais resultaram a detenção de 21 cidadãos. Segundo uma nota de imprensa chegada à nossa redacção, os crimes foram justiça pelas próprias mãos, fraco poder económico, desentendimentos familiares, desavenças provocadas pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas.
Ainda na semana passada a Polícia de Trânsito registou cinco acidentes de viação que resultaram num óbito e ferimentos em cinco pessoas, das quais três com gravidade.
Excesso de velocidade, a falta de precaução por parte dos peões, condução em estado de embriaguês e a inobservância das regras de trânsito, foram apontados como as causas que estiveram na origem dos acidentes.
A nota da corporação regista um incêndio ocorrido no Bairro Sinai Velho, que vitimou mortalmente Afonso Bembe de 22 anos, quando este tentava ligar o seu gerador a gasolina, com ajuda de uma vela acesa.
O documento indica ainda que em consequência das fortes chuvas que caem na região, um cidadão perdeu a vida no Bairrro Sauambo, arredores da cidade do Luena, quando um raio o fulminou.

* Com Lino Vieira

Tempo

Multimédia