Províncias

Mais partos no ano passado

As 454 unidades hospitalares da província da Huíla registaram, no ano passado, 24.037 partos, enquanto em 2008, o número foi de 19.456, disse a chefe do departamento de Saúde Pública e Controlo de Endemias.

Mais de 24 mil partos no ano passado
Fotografia: Jornal de Angola

As 454 unidades hospitalares da província da Huíla registaram, no ano passado, 24.037 partos, enquanto em 2008, o número foi de 19.456, disse a chefe do departamento de Saúde Pública e Controlo de Endemias.
Judite Rocheta revelou que dos partos realizados em 2009 resultaram 22.566 crianças vivas e que no ano anterior esse número foi de 18.234.
Em 2009, referiu, das mulheres consultadas nas unidades hospitalares, 124 faleceram. O aborto, a malária, as hepatites, as hemorragias e rotura uterina foram as principais causas dos óbitos.
Judite Roccheta afirmou que 12.270 dos partos foram realizados nas unidades hospitalares da cidade do Lubango, 2.826, na Matala, 925, no Quipungo, 934, na Chibia, 520, na Humpata, 466, em Caluquembe, 527, em Caconda e 383, na Jamba.
Os restantes partos foram feitos nos municípios do Cuvango (222), no Chipindo (148), Chicomba (188), Cacula (155), Quilengues (199) e Gambos (271).
A Direcção da Saúde registou, ainda, 3.054 partos realizados por parteiras tradicionais, que resultaram em 3.061 nados vivos.
No âmbito do programa de saúde reprodutiva, adiantou, foram realizadas palestras destinadas a mulheres grávidas sobre a importância das consultas pré natais.
O departamento de Saúde Pública e Controlo de Endemias ofereceu às mulheres grávidas mosquiteiros impregnados com insecticida.
Ao todo, fruto das acções de sensibilização, educação e informação realizadas pelos Serviços de Saúde, 30.883 mulheres aderiram, em 2009, ao planeamento familiar.

Tempo

Multimédia