Províncias

Mais serviços sociais à disposição na Caála

Justino Vitorino | Calenga

Duas escolas com sete salas de aulas cada, igual número de postos de saúde e duas residências para técnicos da educação e saúde são  construídas na aldeia de Cassupi, na comuna da Calenga, município da Caála.

O vice-governador do Huambo para o Sector Económico, Joaquim Rodrigues da Conceição, disse, no acto de lançamento das primeira-pedra dos empreendimentos, que “o Governo da província e os seus parceiros sociais  continua a desenvolver esforços para construir mais infra-estruturas sociais e melhorar a qualidade de vida na região” e recomendou aos administradores uma rigorosa execução financeira para o cumprimento dos programas e objectivos traçados.
Joaquim Rodrigues da Conceição referiu o programa da criação de parques industriais e municipais para o sucesso do Programa de Combate à Pobreza e chamou a atenção para a necessidade da apresentação de acções viáveis, que coadunam com a estratégica das autoridades governamentais.
O administrador municipal da Caála, Victor Tchissingui, reconheceu que o Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza  proporciona bem-estar a milhares de habitantes da circunscrição. “A reabilitação de infra-estruturas sociais, o melhoramento do fornecimento de energia eléctrica, água potável, aumento dos serviços sociais básicos estão previstos para breve”.
 Victor Tchissingui informou que diversas obras  de impacto social  foram executadas desde o início do Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza  e acrescentou que  as obras incidiram na construção de escolas, centros de saúde, casas para os técnicos, melhoramento das vias de comunicação, parques infantis, campos polivalentes, sistemas de captação e distribuição de água potável e de energia eléctrica.
Este ano, referiu, começam a ser construídos mais estabelecimentos de ensino, várias residências  para os quadros administrativos, professores e enfermeiros.
 “A reabilitação da estrada entre a sede municipal e os demais sectores é outro plano em curso na circunscrição, que depois de concluída poderá melhorar a circulação e facilitar as trocas comerciais na região”, disse Victor Tchissingui.
 O administrador comunal da Calenga, Samuel Lutonádio Ntima, disse ao Jornal de Angola que a construção de chafarizes e a montagem de sistemas de captação e distribuição de água nas localidades distantes e bairros periféricos da vila da Calenga constam das prioridade das autoridades locais, para estimular a população a consumir água potável.

Tempo

Multimédia