Províncias

Administração está contra despedimentos anárquicos

Luísa Victoriano | Malange

A direcção provincial de Malange da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS) registou, de Janeiro a Junho, a entrada de 34 processos de funcionários despedidos em empresas privadas, situação que está a preocupar aquele organismo. 

A direcção provincial de Malange da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS) registou, de Janeiro a Junho, a entrada de 34 processos de funcionários despedidos em empresas privadas, situação que está a preocupar aquele organismo. 
Os casos de despedimento anárquico de funcionários sem aviso prévio, atropelando a Lei Geral do Trabalho, estão a ser objecto de análise. O chefe de Departamento de Inspecção de Trabalho da Direcção do MAPESS, Lindo Bernardo, disse na sexta-feira ao Jornal de Angola que vai analisar os dos trabalhadores que viram usurpados os seus direitos.
A carga horária, a licença disciplinar e a violação dos direitos dos trabalhadores, entre outros, foram as causas que estiveram na base das inquietações dos empregados.
Lindo Bernardo pediu aos trabalhadores que estiverem nestas condições para apresentarem queixa junto da direcção, para a resolução dos seus problemas, de acordo com a Lei Geral do Trabalho.

Tempo

Multimédia