Províncias

“Angola a Sorrir" já chegou a Malanje

Luisa Victoriano | Malanje

O projecto nacional “Angola a Sorrir”, que se destina a prevenir e proteger a saúde oral das crianças em idade escolar, foi lançado na cidade de Malanje pelo vice-governador para a área social e política, Manuel Campo.

Projecto se enquadra nas políticas do Executivo destinadas a promover a saúde oral
Fotografia: Eduardo Cunha | Malanje

O projecto, uma promoção do Ministério da Saúde, conta com o patrocínio do Banco Espírito Santo Angola (BESA), à luz do programa de reformas que o  Ministério da Saúde leva a cabo em todo o país, por orientação do Presidente da República.
Ao destacar a importância do projecto, o vice-governador, Manuel Campo, assegurou o total apoio do Governo Provincial, com vista a assegurar a saúde das crianças em idade escolar e para que o mesmo possa ser incrementado nos restantes municípios da província.
O projecto vai ainda fazer um estudo de diagnóstico da saúde oral das crianças, alunos do primeiro ciclo de ensino, para evitar o agravamento do quadro clínico mais complexo de se tratar.
“Estamos agradecidos pelo apoio dado pelo BESA e esperamos a participação de todos os parceiros do governo para a melhoria das condições de vida das crianças", afirmou.
A directora provincial da Saúde, Lazina Vera Cruz, afirmou a sua satisfação pela escolha da  província para acolher o arranque do projecto” Angola a Sorrir” e garantiu que a direcção provincial da Saúde, em parceria com a da Educação, vão desenvolver esforços para o sucesso do projecto.
O representante do BESA, Afonso Conde, referiu que o “Angola a Sorrir” se enquadra nas políticas do Executivo destinadas a promover a saúde oral e a melhorar a qualidade de vida da população.
O projecto está a ser desenvolvido nas províncias de Luanda, Malanje e Zaire.
Afonso Conde reafirmou que o BESA vai continuar a prestar o seu apoio, para a expansão do projecto a outras províncias do país e permitir que as crianças estejam protegidas das doenças. A coordenadora do “Angola a Sorrir”, Fernanda Cardoso, disse que o projecto vem dar continuidade ao programa “ Luanda a Sorrir”, que tem como objectivo a melhoria dos cuidados de saúde na comunidade.
As crianças vão ser ensinadas a identificar as estruturas da boca, as principais doenças orais, prevenir e executar correctamente a higiene oral, a lavarem os dentes, usarem o fio dental e a perceberem a importância  de uma alimentação saudável.

Tempo

Multimédia