Províncias

Aulas aos fins-de-semana para alunos fora do sistema

Luísa Victoriano | Malange

A província de Malange conta a partir do presente ano lectivo, com escolas semi-presenciais, em que as aulas passam a ser ministradas aos fins-de-semana, visando enquadrar estudantes do II ciclo que se encontram fora do sistema normal de ensino e aprendizagem.

Centenas de pessoas em Malange vão poder estudar à distância a partir deste ano lectivo
Fotografia: Jornal de Angola

A província de Malange conta a partir do presente ano lectivo, com escolas semi-presenciais, em que as aulas passam a ser ministradas aos fins-de-semana, visando enquadrar estudantes do II ciclo que se encontram fora do sistema normal de ensino e aprendizagem.
Em declarações ao Jornal de Angola, João Israel Cabamba, director da Escola de Formação de Professores “Comandante Cuidado”, disse que o projecto permite a inserção de mais estudantes no sistema normal de ensino, face ao défice de vagas existentes nos estabelecimentos do II ciclo.
Para o êxito do projecto, o director João Israel Cabamba disse que, numa primeira fase, a instituição que dirige tem disponíveis 11 salas, para 350 alunos.
O director afirmou também que os estudantes passam a ter aulas aos fins-de-semana e são submetidos a uma carga horária de dois turnos (manhã e tarde), com intervalo ao meio-dia.
Para além do ensino semi-presencial e à distância, o estabelecimento de formação de professores procede ao lançamento, em Março, do projecto de promoção de rendimento escolar dos alunos.
O director João Israel Cabamba sublinhou que o programa ajuda os estudantes a melhorar a preparação pedagógica e facilita o acesso ao ensino superior.
À semelhança da Escola de Formação de Professores, o outro estabelecimento abrangido neste sistema semi-presencial ou à distância é o Centro Pré-Universitário Nicolau Gomes Spencer, que admitiu este ano 400 alunos da 10ª classe.

Tempo

Multimédia