Províncias

Autoridades locais combatem ilegais

Francisco Curinhingana | Malange

A directora provincial da Indústria em Malanje denunciou que empresas privadas incorrem em práticas ilegais na exploração desenfreada de inertes na zona do Cassembele, Quéssua.

Ravinas ameaçam destruir casas na aldeia
Fotografia: Jaimagem |

Mudile Capaça Xiquito disse que a Direcção Provincial da Indústria está a trabalhar no sentido de disciplinar a exploração dos inertes nas diversas localidades da província, onde apenas duas empresas privadas têm licença de exploração de inertes.
Outras cinco empresas aguardam a legalização. Mudile Capaça Xiquito sublinhou que para pôr cobro à desordem, foi criada uma Brigada de Inspecção e Fiscalização que integra membros da Administração Municipal de Malanje, do Ambiente e da Polícia Nacional.
A directora da Indústria admitiu que em função das escavações que muitos garimpeiros fazem, as comunidades que vivem nas proximidades correm sérios riscos de serem prejudicadas pelas ravinas. Para estancar a onda de exploração ilegal de inertes,  a Direcção Provincial da Indústria tem levado a cabo campanhas de sensibilização, no sentido de as empresas terem uma conduta responsável.

Tempo

Multimédia