Províncias

Caculama adoptou um novo plano para promover o desenvolvimento

Sonia Maria| Caculama

O conselho de auscultação e concertação social do município de Caculama, adoptou, na sexta-feira, um plano estratégico para o desenvolvimento rural.

No encontro foram analisados alguns dos principais problemas do município
Fotografia: Jornal de Angola

O conselho de auscultação e concertação social do município de Caculama, adoptou, na sexta-feira, um plano estratégico para o desenvolvimento rural.
O administrador municipal, Miguel Gio, que presidiu à reunião, referiu que o plano, traçado no quadro das políticas de combate à fome e à pobreza, tem grandes vantagens para a localidade, que ainda enfrenta alguns problemas de desenvolvimento.
Na reunião, que teve como lema “combate à pobreza e melhoria das condições das populações”, foram analisados alguns dos principais problemas do município, como saneamento básico, educação, saúde, agricultura, água e estradas.
O projecto de construção de escolas do segundo ciclo, de casas para funcionários da administração municipal e das comunas de Caxinge e Muquixe e do apetrechamento de seis para enfermeiros foi dos temas em discussão.
Na reunião, dirigida pelo administrador Miguel Serrote Gio, foram igualmente recomenda a construção célere do mercado rural e a prestação de serviços básico de saúde, além de propostas medidas que proporcionem mais dignidade de vida doshabitantes do município de Caculama.
A pobreza, disse o administrador, não é um problema do município, mas de todo o país, que afecta o desenvolvimento das comunidades, mas estão a ser desenvolvidos esforços para inverter a situação.
Os participantes no encontro referiram a necessidade de se melhorar o saneamento básico e incrementar os sectores da pesca, comércio, transportes e do turismo e hotelaria.
A aquisição de medicamentos, de materiais hospitalares gastáveis, de vacinas contra a poliomielite e o sarampo destinados às unidades de saúde e posto médico foi outra das recomendações feitas no encontro., tal como a de geradores de 100 KVA para o hospital municipal e a ampliação do posto sanitário da comuna do Muquixi.
A reabilitação do sistema de captaçãoe tratamento  de água, a aquisição de painéis de energia solar e de material informático para melhoria do funcionamento dos serviços públicos, a construção e apetrechamento de três salas da escola do bairro Dungo foram outras decisões saídas do encontro.

Tempo

Multimédia