Províncias

Caculama regista diminuição da malária

Sónia Maria | Caculama

As autoridades sanitárias do município de Caculama, província de Malange, registaram, de Janeiro a Abril,  3.050 casos de malária, o que representa uma diminuição de 40 por cento em relação ao mesmo período do ano transacto.

O técnico do controlo da malária no município, João Franco, disse que a redução se deveu às medidas de prevenção tomadas pelas entidades sanitárias, como o reforço da sensibilização da população para a higiene nas comunidades e a distribuição de mosquiteiros impregnados com insecticida.
A facilidade na realização de testes rápidos de gota espessa também contribuiu para a melhoria do diagnóstico em todos os bairros.
“O reduzido número de doentes e de mortes deve-se ainda ao reforço quantitativo e qualitativo de serviços de saúde no município”, acrescentou. Caculama conta com um hospital de referência com 60 camas, um centro médico na comuna do Muquixi e postos na Missão Católica, na comuna do Caxinga, no sector do Zungue e em várias aldeias.
No município de Caculama, uma equipa constituída por médicos cubanos realiza trabalhos de rotina junto das comunidades para a erradicação da doença, com a desinfecção das cacimbas e palestras junto das mulheres grávidas e crianças.
A responsável para a mobilização das comunidades no combate à malária, Elisabeth Marcos, mostrou-se satisfeita com o trabalho feito até agora e prometeu mais esforços.

Tempo

Multimédia