Províncias

Casas sociais erguidas em Xá-Muteba

Isidoro Samutula| Iongo

Funcionários da administração, professores e técnicos da Saúde vão ocupar 25 casas sociais com dois e três quartos, na comuna do Iongo, município de Xá-Muteba, província da Lunda-Norte.

Governador garantiu à população de Iongo a reconstrução das infraestruturas destruídas durante a guerra
Fotografia: Genivaldo Fonseca

Ernesto Muangala, governador provincial, que procedeu ao lançamento da primeira pedra, revelou que as casas vão erguidas com fundos do programa de investimento públicos.
O lançamento da primeira pedra das respectivas obras teve lugar no dia do Herói Nacional, 17 de Setembro. O governador da Lunda-Norte, revelou que, numa primeira fase, as autoridades vão construir a sede da Administração Comunal e as residências do administrador comunal e seu adjunto.
Em Xá-Muteba vai ser construída uma esquadra policial, uma escola com oito salas de aulas e um centro médico.
Para garantir a celeridade da empreitada, as obras foram atribuídas à empresa chinesa Bragol, que prevê concluir o projecto em oito meses.
A reconstrução da sede comunal do Iongo, em Xá-Muteba, vai dar emprego directo a 50 jovens da localidade, que actualmente se dedicam à actividade agrícola de subsistência. “Todos sabemos que a comuna do Iongo é rica e pode trazer muitos investidores, por ser produtora de algodão e de alguns minerais”, disse o governador da Lunda-Norte. O governante garantiu o regresso da administração do Estado à sede do município de Cambulo, cujos serviços administrativos funcionam na vila mineira de Nzagi e na comuna do Muvulueji, no município do Lubalo. “Desta forma vai possibilitar a implementação dos principais serviços sociais básicos, como água, energia, saúde e educação e potenciar o desenvolvimento socioeconómico das localidades, que actualmente ainda apresentam vestígios da guerra”, explicou

Tempo

Multimédia