Províncias

Casos de fuga às mesadas preocupam autoridades

Luísa Victoriano | Malange

A Direcção Provincial de Malange da Família e Promoção da Mulher (DIFAMU) registou este ano, até Outubro, 166 casos de incumprimentos de mesadas, disse a chefe do departamento de política familiar.

A Direcção Provincial de Malange da Família e Promoção da Mulher (DIFAMU) registou este ano, até Outubro, 166 casos de incumprimentos de mesadas, disse a chefe do departamento de política familiar.
Madalena Julião afirmou que também se registaram, entre outros, 32 casos de privação de bens, 29 de desalojamento, 27 de espancamentos, 26 de abandono de lar, 21 de chantagem, 22 ameaças de morte e 12 fugas à paternidade
Dos 370 conflitos familiares registados no mesmo período, referiu, 70 foram encaminhadas para o Ministério Público.
O desemprego e o consumo excessivo de álcool, entre outras causas, declarou Madalena João, estão na base do aumento dos conflitos entre casais.  
A Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher, referiu, continua a promover palestras relacionadas com a Lei sobre a Violência Doméstica.
A província de Malange tem apenas um único Centro de Aconselhamento, o que, disse Madalena Julião, faz com que vários casos na periferia passem despercebidos.

Tempo

Multimédia