Províncias

Casos de Sida aumentam na província de Malange

Luísa Victoriano | Malange

O supervisor provincial do programa de luta conta a Sida em Malange, Júlio Borges, revelou que 18 pessoas morreram, este ano, até Novembro vítimas daquela doença.

O supervisor provincial do programa de luta conta a Sida em Malange, Júlio Borges, revelou que 18 pessoas morreram, este ano, até Novembro vítimas daquela doença.
Júlio Borges, que falava por ocasião do Dia Mundial de Combate ao Hiv-Sida, disse que no mesmo espaço de tempo foram diagnosticados 474 casos positivos, contra 404 no mesmo período do ano passado.
“Neste momento estão a ser acompanhados pelo Programa de Luta contra o Sida 745 cidadãos, 50 abandonaram o tratamento e 25 crianças de mães seropositivas nasceram sem a doença devido ao programa de corte vertical, que impede a transmissão durante o parto”, declarou. Cacuso, Caculama, Malange, Calandula, Quela e Cangandala, referiu, são as áreas de maior prevalência da doença.
Para combater a propagação da Sida, lembrou, estão a ser desenvolvidas acções de sensibilização nas escolas, unidades militares e hoteleiras. A vice-governadora de Malange disse estar preocupada com o elevado número de infectados pelo vírus da Sida, muitos dos quais jovens.
Alice Van-Dúnem pediu à população que acate os conselhos sobre os cuidados a ter na prevenção da Sida para se garantir uma sociedade saudável e o envolvimento não apenas das entidades governamentais, mas de todos na luta contra a doença.

Tempo

Multimédia