Províncias

Centenas de casos foram diagnosticados

Luísa Victoriano| Malanje

Um total de 645  novos casos de HIV-Sida foram diagnosticados na província de Malanje, em 20 mil testes realizados  em mulheres grávidas, crianças e adultos,  durante o período de Janeiro a Dezembro de 2016, informou o supervisor provincial do programa de Luta contra a Sida em Malanje, Júlio Borges Sequesseque.

Preocupada com o elevado número de jovens infectados pelos vírus da Sida a população saiu à rua e disse não à doença
Fotografia: Santos Pedro| Edições Novembro

 Em entrevista ao Jornal de Angola, Júlio Borges Sequesseque disse que, deste número, estão a ser acompanhados162 mulheres grávidas e 359 adultos pelo programa de Luta contra a Sida, tendo salientando que muitos abandonaram o tratamento  por motivos desconhecidos.
 Júlio Borges, sem precisar o número, assegurou que muitas crianças de mães seropositivas nasceram sem a doença, devido ao corte vertical, que impede a transmissão da mesma durante o parto.
 Comparativamente ao ano de 2015, o  supervisor considerou que no ano passado foi  registado um aumento significativo de mais de 200  casos por HIV-Sida em 2016, tendo referido que em 2015  foi  registado um total de 575 casos positivos dos 3 mil testes realizados.
“A nossa instituição procedeu à transferência de 12 cidadãos para o Hospital Esperança, Divina Providência, Cajueiro e o Hospital Municipal da Viana por iniciativa dos  próprios pacientes”, sustentou.

Novos casos

Para redução e para impedir a transmissão de novos casos, o supervisor provincial reafirmou que a sua instituição tem levado a cabo campanhas de prevenção e dec mobilização  da população em geral sobre as formas de transmissão e os métodos de prevenção do HIV/Sida, assim como a distribuição gratuita de preservativos e anti-retrovirais, em parceria com a  Rede Angolana das Organizações de Serviços de Sida (Anaso).
 Explicou que o vírus da sida ataca os sistemas sanguíneo e o imunológico do doente e apontou  as três  formas de contágio, nomeadamente as relações sexuais desprotegidas, picada de objectos contaminados e contacto com sangue infectado de mãe para filho durante o parto ou pela amamentação.  Apelou à população no sentido de aderir aos centros de testagem voluntária, para saberem do seu estado serológico, e à solidariedade para com as pessoas portadoras do HIV-Sida, assim como  à tolerância contra o preconceito, o estigma e a discriminação com as pessoas que vivem com a doença.

 Sida faz 55 vítimas mortais
 
O supervisor provincial do programa de Luta conta a Sida em Malanje, Júlio Borges, revelou que 55 pessoas entre jovens, adultos e crianças morreram na província vítimas da doença durante o ano de 2016. Júlio Borges disse que os óbitos referidos ocorreram nos municípios de Malanje, Cacuso, Caculama, e Calandula, considerados áreas de maior prevalência da doença.  Para combater a propagação da Sida, lembrou, estão a ser desenvolvidas acções de sensibilização nas escolas, unidades militares e estabelecimentos hoteleiros dos referidos municípios.

Números elevados

 O responsável mostrou-se preocupado com o elevado número de jovens  infectados pelo vírus da Sida e aconselhou a população e a camada jovem em particular no sentido de  acatarem os conselhos úteis e a prevenirem-se da doença para  garantir uma sociedade saudável. Júlio Borges Sequesseque afirmou existirem medicamentos suficientes no  stock do Hospital-Dia da  província de Malanje, para dar resposta a todos os casos e a distribuiçao de fármacos a todas as unidades sanitárias que prestam os referidos  serviços.
O supervisor provincial do programa de Luta conta a Sida em Malanje, Júlio Borges, aconselhou os cidadãos a aderirem os serviços prestados no Hospital-Dia para receberem assistência médica por forma a garantirem o seu bem-estar.
 
Dificuldades
 
A falta de meios de  transporte para o desdobramento dos técnicos em vários pontos da província de Malanje, logísticos e de material gastável, entre outros, foi apontada pelo supervisor provincial como a principal dificuldade que a  unidade hospitalar enfrenta.
 
Desafios para o presente ano
 
O supervisor provincial do programa de Luta contra a Sida em Malanje, Júlio Borges Sequesseque, assegurou que a sua instituição vai intensificar acções de  formação e de capacitação de quadros, para garantir uma resposta acelerada aos casos de HIV-Sida, e campanhas de sensibilização às pessoas para aderirem em massa aos centros de testagem, visando saber o seu estado serológico.
A revitalização das unidades sanitárias que atendem os pacientes de  HIV-Sida e o reforço de técnicos de enfermagem e de médicos, entre outros, fazem parte dos desafios do programa de Luta Contra a Sida para o presente ano.

Tempo

Multimédia