Províncias

Chuva mata criança e desaloja famílias

Luísa Victoriano

Uma criança morreu e 738 famílias dos municípios de Malanje, Kunda-dia-Base, Cahombo e Quela estão desabrigadas, na sequência de fortes chuvas que se abatem desde o passado dia 1 sobre a região, afirmou ontem a porta-voz do Comando Provincial dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros.

Centenas de casas ficaram destruídas em bairros de Malanje
Fotografia: Eduardo Cunha | Edições Novembro

Júlia da Conceição explicou que as chuvas, acompanhadas de fortes ventos, causaram vários danos nos bairros Combatente, Major Canhangulo, Ngola Kiluanje, Vila -Matilde, Catepa, Carianga, Cula -Muxito e Quissol, onde foram destruídas muitas residências.
Segundo a porta - voz do Comando Provincial dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros, a instituição  não dispõe de meios para minimizar as dificuldades dos munícipes, que se encontram sem abrigo. Apelou às instituições públicas, privadas e pessoas singulares no sentido de se solidarizarem com os sinistrados, apoiando com chapas de zinco, comida, roupa, material didáctico, entre outros meios. />O Comando Provincial de Malanje dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros, acrescentou, salvou nos últimos dias um recém-nascido do sexo masculino, que se encontrava no interior de uma fossa, no bairro da Canâmbua.
De acordo com a porta-voz, o Comando Provincial de Malanje  dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros efectuou, também, seis extinções de incêndios de pequenas proporções, causados por curto circuito, fuga de gás e aquecimento.
Júlia da Conceição apelou às famílias da região no sentido de não edificarem residências em sítios de passagem de água, nem em valas de drenagem.

Tempo

Multimédia