Províncias

Chuvas destroem escolas e deixam famílias ao relento

Sónia Maria | Caculama

As fortes chuvas acompanhadas de ventos e relâmpagos que se fazem sentir no município de Caculama, em Malanje, destruíram no último fim-de-semana três escolas, igreja e um posto médico e também deixaram mais de 96 famílias desalojadas.

Administração disponibilizou meios para ajudar as pessoas afectadas pela chuva
Fotografia: Mavitidi Mulaza

Os bairros mais afectados são os do Xissa, Safa, Muhamo, Camalenda, Muati, Ngombe Ya Holo e na comuna do Caxinga.
A administradora adjunta de Caculama, Ancia Correia, disse que as chuvas, acompanhadas de fortes ventos e relâmpagos, trazem quase sempre consequências graves, principalmente para as casas construídas de pau-a-pique. A responsável lamentou o sucedido e disse que a chuva causou grandes consequências, destruindo bens, e deixou várias famílias desalojadas.
Para acudir as vítimas, foi criada uma comissão que se encontra a trabalhar para posteriormente ser feito um diagnóstico e ser enviado às direcções provinciais de Protecção Civil e Bombeiro e Reinserção Social, para disponibilizarem meios para ajudar as pessoas afectadas.
Neste momento as famílias desalojadas estão a receber alguns meios, como cobertores, medicamentos, detergentes, arroz, cobertores, massa alimentar, farinha de milho, óleo, feijão, sabão, sal e chapas de zinco para atenuar as necessidades. Ancia Correia garantiu que a Administração vai ceder material para a construção em áreas mais seguras.

Tempo

Multimédia