Províncias

Chuvas fortes inviabilizam obras em curso

Francisco Curihingana |Malange

As chuvas que caem constantemente na região nordeste de Malange estão a inviabilizar o curso normal das obras na estrada que liga Malange à comuna do Cambo Suingige, município de Caombo, num percurso de 108 quilómetros.

As chuvas que caem constantemente na região nordeste de Malange estão a inviabilizar o curso normal das obras na estrada que liga Malange à comuna do Cambo Suingige, município de Caombo, num percurso de 108 quilómetros.
O encarregado das obras, Arlindo Palma, disse ao Jornal de Angola que muitas vezes são obrigados a reprogramar o trabalho.
Às vezes, quando fazemos a nossa programação, previmos um mês para uma determinada actividade, acontece que as chuvas nos dificultam o cumprimento desse planeamento”, explicou.
Apesar dos constrangimentos vividos, precisou Arlindo Palma, a previsão para o fim das obras continua a ser o mês de Dezembro do próximo ano. Arlindo Palma referiu que, apesar das intempéries, já asfaltaram cerca de 10 quilómetros, do desvio à sede comunal de Cambaxe, e têm já terraplanados 60 quilómetros.
A empresa Matra, encarregada da reabilitação da estrada, continua a criar alternativas ao tráfego para possibilitar a circulação de pessoas e bens naquela região de Malange.
A força de trabalho que garante a actividade da empresa é maioritariamente angolana, na ordem dos 90 por cento.
As obras, iniciadas em 2008, conheceram um interregno por dificuldades de pagamento, o que originou a suspensão, durante quase quatro anos, tendo sido retomada em meados do ano passado.

Tempo

Multimédia