Províncias

Ciência angolana conquista prémios

Luísa Vitoriano| Malanje

O Centro de Informação de Medicamentos e Toxicologia (Cimetox), da Faculdade de Medicina da Universidade Lueji A´Konde, em Malanje foi distinguido, em Nuremberga, na Alemanha, com duas medalhas de ouro pelo trabalho de investigação e produção do primeiro soro antiofídico, medicamento para tratamento de mordeduras de cobras venenosas.

Centro de Investigação tem a missão de fornecer informações toxicológicas especializadas de urgência em medicamentos
Fotografia: Eduardo Cunha| Malanje

O coordenador do Centro de Informação de Medicamentos e Toxicologia, Inelde Ruiz Arcia, disse que a distinção atribuída, durante durante a Feira Internacional do Inventor de Idéias e Invenções de Novos Produtos, deveu-se ao trabalho de investigação sobre toxicologia, efectuado pelo centro para curar pessoas mordidas por cobras venenosas.
O estudo foi dirigido a várias espécies de cobras venenosas, como a mamba preta, verde, naja e  anchiatae. Inelde Ruiz Arcia lamentou o facto de continuarem a morrer  pessoas por mordeduras de cobras venenosas e lembrou que os antídotos são adquiridos na África do Sul e na Índia, pela inexistêcia de soro produzido com base nos estudos e as características das cobras existentes em Angola.
O Centro de Informação de Medicamentos e Toxicologia da Faculdade de Medicina da Universidade Lueji A´Konde tem já concluído estudos sobre as principais espécies de cobra venenosas em Angola.
No ano passado e até finais de Outubro deste ano, o centro salvou 700 pesspoas mordidas por cobras venenosas ou intoxicadas por medicamentos, produtos de limpeza e drogas.
A vice-decana da Faculdade de Medicina da Universidade Luenji A´Konde, Paula Regina Simões, ficou satisfeita com a conquista dos prémios e garantiu que vão ser reforçados, cada vez mais, os trabalhos investigativos do centro.
O Centro de Informação de Medicamentos e Toxicologia também foi agraciado com um diploma de mérito em Portugal pelo trabalho de investigação de soro antiofídico. A instituição tem funcionamento permanente e tem a missão de fornecer informações toxicológicas especializadas de urgência em medicamentos, pesticidas, toxicodependência, animais venenosos, produtos químicos industriais, de limpeza e higiene. Tem formado recursos humanos em toxicologia, investigação dos processos tóxicos recorrentes na área clínica, ambiental, ocupacional, diagnóstico, manejo das intoxicações e desastres químicos.
A Feira Internacional do Inventor de Idéias, Invenções de Novos Produtos contou com a participação de 700 expositores de 32 países, entre os quais Angola.

Tempo

Multimédia