Províncias

Comboio volta a Malange

Francisco Curihingana| Malange

O comboio dos Caminhos-de-Ferro de Luanda, que viu interrompidas as suas viagens de Luanda a Malange e vice-versa, devido às chuvas que inundaram a linha ferroviária, retomou as suas viagens na passada sexta-feira.

O comboio dos Caminhos-de-Ferro de Luanda, que viu interrompidas as suas viagens de Luanda a Malange e vice-versa, devido às chuvas que inundaram a linha ferroviária, retomou as suas viagens na passada sexta-feira.
A retomada das viagens para Malange deixa os seus utilizadores satisfeitos, na medida em que vão ter mais um problema resolvido no que toca à transportação de bens para outros pontos do país, particularmente Luanda.
Diogo Damba vive na cidade do Ndalatando. Habitualmente passa os finais de semana em Malange. Utilizou o comboio para chegar até esta cidade e considera ser uma “mais-valia”, pois a viagem é “tranquila e segura”. Guni Adérito Kima, outro passageiro que viajou de Luanda para Malange no referido comboio, referiu que, por ser um transporte ­seguro, “decidi optar por este meio e poder passar o final de semana junto da minha família”. />Na sua opinião, o comboio oferece muitas garantias e possibilidades para todo o cidadão, independentemente do seu perfil económico, poder viajar, porque os preços estão ao alcance de “todos os bolsos”.
O chefe de estação de Malange, Francisco Pascoal Gomes, disse que a retomada da circulação do comboio é uma solução para as populações, porque vão poder utilizar um meio que lhes permite transportar grandes quantidades de produtos para outros locais sem constrangimentos. Francisco Gomes lamentou o facto de ser ainda reduzido o número de passageiros que actualmente utiliza o comboio, uma situação que, no seu entender, carece de alguma publicidade, porque “nas zonas rurais, as populações ainda não se aperceberam da circulação do comboio”, justificou.

Tempo

Multimédia