Províncias

Competências familiares analisadas em seminário

 A vice-governadora para o sector Político e Social, Alice Van-Dúnem, aconselhou terça-feira os activistas que participam no seminário sobre “ Competências familiares” a prestarem maior atenção e cuidados à criança.

A acção está enquadrada nos compromissos com a criança assumidos pelo Executivo
Fotografia: Eduardo Pedro

 A vice-governadora para o sector Político e Social, Alice Van-Dúnem, aconselhou terça-feira os activistas que participam no seminário sobre “ Competências familiares” a prestarem maior atenção e cuidados à criança.
 Alice Van-Dúnem disse no acto de abertura do evento que a acção está enquadrada nos 11 compromissos da criança assumidos pelo Executivo e pela agência das Nações Unidas e outros parceiros locais, com o Ministério da Família e Promoção da Mulher a coordenar o compromisso número nove, sobre competências familiares.
 No compromisso número nove, referiu, estão plasmados os conhecimentos, atitudes e prática das famílias no cuidado, protecção, afecto, desenvolvimento integral das crianças nos primeiros cinco anos de vida, constituindo prioridade no quadro do programa de reforço das competências familiares. 
O programa visa mostrar boas práticas e providencia a aderência aos programas de vacinação, cuidados com amamentação exclusiva até aos seis meses e continuidade até aos dois anos de idade, saneamento básico, atenção às crianças em idade pré-escolar na sua higiene corporal, cuidado e tratamento do lixo, boas maneiras e respeito aos bens públicos.
 A acção formativa promovida pela Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher tem a duração de três dias e visa dotar de conhecimentos os activistas comunitários. Os participantes no seminário abordam, entre outras matérias, “o perfil do activista comunitário”, “ a importância do mapeamento e da micro planificação como ferramentas de trabalho comunitário” , “comportamentos de alto impacto em saúde para as mães durante a gravidez”, “parto e pós-parto” , “cuidados neonatais“ e “imunização de rotina”.
 A “testagem do VIH para mães grávidas e aconselhamento em caso da mãe ser seropositiva para prevenir a transmissão vertical de mãe para filho”, “a importância do registo de nascimento”, “prevenção e respostas à diarreia”, “amamentação exclusiva e imediata”, “reidratação com soro oral, água segura, higiene e saneamento” foram igualmente abordadas.
 Alice Van-Dúnem exortou os participantes a porem em prática os conhecimentos adquiridos, pois podem contribuir para a redução da pobreza, gastos com medicamentos e aumento da capacidade de produção.
 A directora Provincial da Família e Promoção da Mulher, Antónia Maiato, disse que a formação aumenta os conhecimentos e permite maior actualização e sensibilização das populações em relação à vivência das famílias e ao cuidado a terem com a criança.
 Membros das igrejas dos municípios de Massango e Marimba, bem como membros do governo provincial de Malange e técnicos do UNICEF participam no evento.

Tempo

Multimédia