Províncias

Complexo habitacional nos arredores da cidade

O governador de Malange colocou, na segunda-feira, a primeira pedra de um conjunto de 111 casas, que começam em Janeiro a ser construídas, nos arredores da capital da província, no âmbito do Programa Nacional de Urbanismo e Habitação.

Um ângulo da capital da província de Malange que vai contar com um novo bairro
Fotografia: Francisco Bernardo

O governador de Malange colocou, na segunda-feira, a primeira pedra de um conjunto de 111 casas, que começam em Janeiro a ser construídas, nos arredores da capital da província, no âmbito do Programa Nacional de Urbanismo e Habitação.
As casas, a erguer no bairro Vanvala do Meio, numa área de nove mil hectares de terra  reservada pelo governo provincial, têm três quartos, duas salas, outras tantas casas de banho, cozinha e dispensa
Na mesma reserva fundiária, disse Boaventura Cardoso, o governo provincial vai distribuir lotes de terreno para autoconstrução dirigida e para empresas imobiliárias que pretendem investir no ramo. O novo bairro, anunciou o governador, vai dispor de áreas comerciais e equipamentos sociais que vão mudar por completo a vida das populações.  Boaventura Cardoso referiu que há meia dúzia de empresas que manifestaram interesse em investir nesta zona. O vice-governador provincial para o sector técnico e de infra-estruturas, Conceição Cristóvão, revelou que uma das novas centralidades vai ser construída na reserva fundiária da Katepa.
“Neste momento estaão a ser criadas as condições para que sejam contruído no local várias residências sociais que vai mudar a vida da população, muitos deles a viverem em condições péssimas”, disse.
O Programa Nacional de Urbanismo e Habitação tem o objectivo de melhorar a qualidade de vida da população.

Tempo

Multimédia