Províncias

Comunas do interior de Malange melhoraram a qualidade de vida

Francisco Curingana | Malange

Os participantes no Encontro Provincial de Balanço dos Programas Municipais Integrados de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza referente ao ano de 2011, na província de Malange, concluíram que há melhorias substanciais na vida das populações, através do maior acesso aos serviços essenciais básicos.

Reunião analisou o estado das estradas
Fotografia: Jornal de Angola

Os participantes no Encontro Provincial de Balanço dos Programas Municipais Integrados de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza referente ao ano de 2011, na província de Malange, concluíram que há melhorias substanciais na vida das populações, através do maior acesso aos serviços essenciais básicos.
Os trabalhos decorreram sob a orientação do vice-governador para a Esfera Económica, António David Dias da Silva, na qualidade de Coordenador da Unidade Técnica Provincial de Combate à Pobreza. Foi recomendada a necessidade do aumento do orçamento do programa, para corresponder às necessidades das comunidades. O estado das estradas secundárias e terciárias foi apontado como um factor de isolamento das populações que se encontram nos locais mais recônditos, dificultando o escoamento da produção e a aplicação em pleno do programa de combate à pobreza.
O encontro recomendou igualmente a necessidade da constituição de brigadas de mecanização nos municípios para intervenção nas vias de acesso do interior. E ainda o reforço institucional das Administrações Municipais, com especial destaque para a formação de quadros. Dado o reduzido número de técnicos agrícolas colocados nas Estações de Desenvolvimento Agrário dos municípios, os participantes no encontro consideraram necessário o seu aumento substancial, para que a sua acção produza resultados satisfatórios nos níveis de produtividade das famílias, ao mesmo tempo que aconselham que lhes seja agregada uma formação em desenvolvimento comunitário.
Os administradores municipais foram alertados para a necessidade da elaboração de projectos sociais, planificação dos vários programas que intervêm no meio rural e para a necessidade da extensão do reforço institucional às autoridades tradicionais.
Na cerimónia que marcou o encerramento do encontro, o governador Boaventura Cardoso referiu-se que o Executivo está empenhado nas questões mais sensíveis que têm a ver com a vida das populações, particularmente as mais vulneráveis. O empenho demonstrado pelos administradores municipais e seus colaboradores durante o encontro “é seguramente o prelúdio de uma actuação quotidiana dos gestores municipais, considerando o processo de descentralização e desconcentração administrativas em curso, processo que permite dar corpo às futuras autarquias”, disse Boaventura Cardoso.

Tempo

Multimédia