Províncias

Confirmados casos de febre-amarela

Luisa Victoriano| Malanje

As autoridades sanitárias da província de Malanje registaram durante o primeiro semestre deste ano seis casos confirmados, do total de 21 notificações suspeitas de febre- amarela, revelou ontem o director local da Saúde.

Autoridades lançam campanha de vacinação para combater expansão da doença
Fotografia: Eduardo Cunha|Malanje

Pedro José António referiu que os seis casos confirmados, que resultaram em três mortes, foram registados nos municípios de Malanje, Cacuso, Cahombo e Quela.
Para contrapor a situação, foi lançada uma campanha massiva de vacinação contra a febre amarela, numa cerimónia que aconteceu no bairro da Catepa, arredores da cidade de Malanje.
O director assegurou que estão disponíveis mais de 500 mil doses de vacinas, para o município de Malanje e suas respectivas comunas, Ngola Luije e Cambaxe.
O responsável avançou que a  campanha, com a duração de 12 dias, prevê imunizar 489.867 pessoas com idades a partir dos seis meses.
“A vacina contra a febre-amarela  é uma das principais formas de prevenção”, disse para alertar que “as pessoas não vacinadas correm sérios riscos de adoecer e de morrer da mesma doença, por ser uma enfermidade bastante perigosa”, sustentou. A campanha de vacinação contra a febre amarela no município de Malanje está a decorrer em escolas, igrejas e nas unidades hospitalares, envolvendo 133 equipas fixas e móveis.
O administrador municipal de Malanje, Osvaldo Naval dos Santos, garantiu a criação de todas as condições que permitam à população da sede da província ser imunizada contra a febre-amarela.
Para o bloqueio da transmissão desta doença, disse que a Administração Municipal de Malanje desenvolve várias acções de sensibilização da população, fumigação e campanhas de limpeza, visando a erradicação de grandes focos de resíduos sólidos,  de águas estagnadas e de mosquitos.
Naval dos Santos apelou aos munícipes no sentido de acorrerem em massa aos postos de vacinação, tendo referido que a vacina é a forma mais eficaz de prevenção contra a doença, que já causou centenas de mortes no país.
Antes de Malanje, a campanha de vacinação contra a febre-amarela já tinha sido realizada a nível do município de Cacuso.

Tempo

Multimédia