Províncias

Crianças hospitalizadas festejam o Natal

Luísa Victoriano |Malanje

Crianças internadas na pediatria da maternidade do hospital de Malanje festejaram, antecipadamente, quarta-feira, o Natal.

Crianças internadas na pediatria da maternidade do hospital de Malanje festejaram, antecipadamente, quarta-feira, o Natal. Os petizes foram brindados com brinquedos e lanche de confraternização, tendo os recém-nascidos recebido enxovais, numa iniciativa da primeira-dama provincial, Laura Cardoso, que contou com a parceria da Direcção Provincial da Assistência e Reinserção Social e do Instituto Nacional da Criança (INAC).
O responsável da maternidade, Eliseu Chimbangela, congratulou-se com o gesto de Laura Cardoso e apelou às demais instituições no sentido de agirem da mesma forma e apoiarem as crianças. Segundo afirmou, os meios oferecidos deu alento às mães dos bebés e incentivou as mulheres grávidas a procurarem os serviços de saúde.
O coordenador da comissão de gestão do hospital-geral de Malanje, Armando Dala, satisfeito com o gesto, informou que a pediatria local recebe, em média, 40 a 50 crianças diariamente, adiantando que a instituição tem registado mais casos de malária que, a par das anemias, doenças diarreicas agudas e respiratórias, hipoglicemia e má nutrição constituem preocupações clínicas.
O médico referiu, ainda, que a capacidade da pediatria é insuficiente para responder à demanda actual, tendo em conta o número de doentes que ali é recebido todos os dias.
No entanto, Armando Dala assegurou que a taxa de mortalidade tende a baixar três por cento em relação ao ano de 2008, graças às políticas implementadas, destacando o uso de mosquiteiros anti-maláricos, recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e a diagnósticos precoces.
Os serviços de urgência têm capacidade para internar 44 pacientes.

Tempo

Multimédia