Províncias

Cuidar do comboio como património de todos os angolanos

O secretário-geral da Liga da Velha Guarda de Malange (LIVEGUM), Gilberto Lopes, aconselhou, ontem, em Luanda, os passageiros do comboio a cuidarem deste meio de transporte como património próprio. 

O secretário-geral da Liga da Velha Guarda de Malange (LIVEGUM), Gilberto Lopes, aconselhou, ontem, em Luanda, os passageiros do comboio a cuidarem deste meio de transporte como património próprio. 
Falando à Angop, a propósito da “importância da educação cívica das pessoas no comboio”, Gilberto Lopes referiu ser preciso que as pessoas ganhem consciência e saibam preservar o comboio como meio catalisador da economia. 
Gilberto Lopes referiu ainda ser preciso evitar a prática de alguns comportamentos, como depositar lixo no chão, colocar os pés nos bancos, partir vidros ou mesmo escrever no comboio, que não contribuem para os esforços do Executivo angolano.
O regresso à circulação desse meio de transporte entre Luanda e Malange, tem uma grande importância para a economia e o turismo da província de Malange, “por isso é necessário uma atitude mais responsável” de todos para a conservação do comboio como património público. 
O secretário-geral da Liga da Velha Guarda de Malange alertou para o perigo que representa o facto de alguns passageiros, durante as viagens de comboio, colocarem a cabeça fora das carruagens, pondo em risco a própria vida.
 “O Executivo está a apostar fortemente na reabilitação dos caminhos-de-ferro nacionais. Agora é o momento das populações colaborarem com esse esforço, adoptando um comportamento exemplar.”

Tempo

Multimédia