Províncias

Defendida a edificação de aldeias piloto

Francisco Curihingana | Malamje

Os participantes à quarta sessão ordinária do Governo Provincial de Malanje recomendaram a construção de aldeias pilotos em todos os municípios, no âmbito da estratégia de congregação das populações para a melhoria das condições de vida das comunidades.

Membros do Governo analisaram a situação socioeconómica da província de Malanje
Fotografia: Eduardo Cunha |

Um comunicado final da reunião, orientada pelo governador Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, salienta que os participantes apontaram a necessidade de se fazer uma melhor integração dos projectos sociais, com vista a redução do número de crianças fora do sistema de ensino e colocar os serviços mais próximos das comunidades.
Os membros do governo foram informados da instalação de seis novos postos de transformação de energia eléctrica em diferentes pontos da cidade, no terceiro trimestre do ano, o que resultou na melhoria da qualidade do fornecimento deste bem às populações, e da conclusão da rede de distribuição e iluminação pública do bairro da Cangambo.
Ainda no terceiro trimestre, segudno o documento, foram executados 1.850 ramais para ligações domiciliares de água nos bairros da Carreira de Tiro e do Campo de Aviação, para além da execução de 36 quilómetros de rede, no âmbito do programa de construção e ampliação do sistema de distribuição na periferia da cidade de Malanje.
A sessão, que analisou ainda o plano director municipal de Malanje, cuja aprovação foi remetida para a próxima sessão, tomou conhecimento da conclusão da elaboração da proposta de estratégia para a redução do número de crianças fora do sistema de ensino e fez-se a previsão do aumento do número de salas de aula a serem construídas em 2015.

Campanha agrícola

No que toca à preparação da época agrícola 2014-2015, os participantes à quarta sessão ordinária do Governo Provincial de Malanje tomaram conhecimento da aquisição de equipamentos agrícolas, como enxadas, catanas, sementes e fertilizantes, para facilitar o trabalho dos camponeses associados, à luz da estratégia do Executivo angolano de combate à fome e  aumento da produção.
Os membros do Governo Provincial de Malanje foram informados sobre os resultados do trabalho de inspecção, que dão conta do registo, a nível da função pública local, de um total de 263 agentes administractivos inexistentes, vulgo trabalhadores fantasmas.

Tempo

Multimédia