Províncias

Deficientes recebem meios de trabalho

Alberto Domingos | Malanje

A Associação Nacional dos Deficientes de Angola (ANDA) entregou, no último fim-de-semana, na província de Malanje, "kits" agrícolas, de carpintaria e uma moageira para melhorar as condições de vida dos seus associados.

No acto, o presidente da Associação Nacional dos Deficientes de Angola, Silva Lopes Etiambulo, realçou que os bens entregues visam garantir o sustento dos associados.
Silva Etiambulo realçou o apoio prestado pelo Chefe de Estado, José Eduardo dos Santos, que tem estado a permitir minimizar muitas dificuldades.  “Estão de parabéns os deficientes de Malanje, pois todas as tarefas que deixámos no mês de Janeiro encontramos hoje realizadas”, disse.
O presidente da Associação Nacional dos Deficientes de Angola exortou os seus associados na província de Malanje a continuarem a envidar esforços junto das autoridades competentes, no sentido de salvaguardar os interesses de todos os deficientes.
Silva Etiambulo aproveitou a ocasião para apelar aos deficientes de Malanje e do país em geral para se absterem das seitas religiosas que ameaçam a paz e a estabilidade.
Os deficientes, prosseguiu Silva Etiambulo, devem evitar aderir às seitas  que só promovem a desordem no seio das populações.
 Um dos associados, António Francisco, deficiente do quarto grau que recebeu "kits" agrícolas, compostos de enxadas, catanas e outros instrumentos, agradeceu à Associação Nacional dos Deficientes de Angola pelas acções que tem desenvolvido para a melhoria de vida dos deficientes.
António Francisco pediu também que acções do género sejam realizadas  nas zonas rurais, onde se encontram deficientes que não são associados da ANDA.

Tempo

Multimédia