Províncias

Desenvolvimento do sector agrícola nas adeias do Cacuso e de Caculama

Venâncio Victor| Malange

As comunas e aldeias dos municípios de Cacuso e de Caculama, Malange, estão a ser desenvolvidos 20 sub-projectos de agricultura, financiados pelo Banco Mundial, orçados em 507 mil kwanzas, disse ontem, ao Jornal de Angola, o seu coordenador.

Famílias camponesas organizadas em cooperativas beneficiam dos subprojectos
Fotografia: JA

As comunas e aldeias dos municípios de Cacuso e de Caculama, Malange, estão a ser desenvolvidos 20 sub-projectos de agricultura, financiados pelo Banco Mundial, orçados em 507 mil kwanzas, disse ontem, ao Jornal de Angola, o seu coordenador.
Carlos Chipoia afirmou que os sub-projectos são de mecanização agrícola, aquisição e distribuição de sementes melhoradas, a recuperação de algumas vias de acesso às comunidades rurais e aquisição de moageiras.
No total, referiu, 2.493 famílias camponesas das comunas e aldeias dos dois municípios, que estão organizadas em cooperativas, beneficiam destes sub-projectos.
A iniciativa, que começou a ser concretizada no início do mês, enquadra-se num programa de emergência realizado no âmbito do Projecto de Agricultura Familiar Orientado para o Mercado, que tem a participação de alguns parceiros, entre os quais a Organização Não-Governamental Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiental (ADRA). A ADRA, declarou Carlos Chipoia, realiza acções de formação de camponeses de Cacuso e de Caculama nas áreas de liderança e de associativismo. O projecto, com um orçamento de 4.900 milhões de kwanzas, que abrange também as províncias do Huambo e do Bié, pretende essencialmente contribuir para o aumento dos níveis de produção agrícola.

Tempo

Multimédia