Províncias

Destruídos bens diversos pela Polícia Económica

Venâncio Victor| Malange

A Direcção Provincial de Malange de Inspecção e Investigação das Actividades Económicas (DIPIIAE) procedeu, terça-feira última, 29 de Setembro, a destruição de medicamentos e bens alimentares diversos, devido ao mau estado de conservação e caducidade.

A Direcção Provincial de Malange de Inspecção e Investigação das Actividades Económicas (DIPIIAE) procedeu, terça-feira última, 29 de Setembro, a destruição de medicamentos e bens alimentares diversos, devido ao mau estado de conservação e caducidade.
A destruição dos mesmos insere-se no programa das festividades do 29º aniversário da Polícia Económica, que se assinalou no pretérito dia 18 de Setembro.
Do lote de bens destruídos pela Polícia Económica constam 1.605 discos “piratas”, centena de cassetes áudio, 50 quilogramas de medicamentos, treze caixas de carne e 88 caixas de bolachas.
O director provincial de Malange da Investigação das Actividades Económicas, (DIPIIAE), Jorge Biamba, fez saber na oportunidade que os bens alimentares foram apreendidos entre Julho e Setembro, em estabelecimentos comerciais, enquanto os medicamento e os restantes produtos na via pública.
O superintendente Jorge Biamba lembrou que a “corporação” procedeu ainda, em Junho, à destruição de 15 toneladas de medicamento expirados. A Polícia Económica tem levado a cabo, nos últimos tempos, em Malange, uma série de visitas de inspecção a estabelecimentos comerciais, a mercados e outras instituições. Como resultado das inspecções, muitos dos infractores já estão a contas com a justiça.

Tempo

Multimédia