Províncias

Distribuídos mosquiteiros para prevenir o paludismo

Luísa Victoriano | Malange

A população dos bairros  do Campo da Aviação, Catepa, Vila Matilde  e do sector da Vanvala, município de Malange, recebeu mosquiteiros impregnados e fármacos anti-palúdicos, para prevenção da malária.

Mosquiteiros vão ser distribuídos durante as consultas externas nas clínicas móveis
Fotografia: DR

A chefe de departamento de saúde pública em Malange, Yolanda Mote, explicou ao Jornal de Angola que os mosquiteiros vão ser distribuídos durante  as consultas externas nas clínicas móveis instaladas nas referidas localidades, tal como na feira da malária onde foram expostos vários materiais informativos sobre a desinfestação da luta anti- vectorial.
No local foram também realizados testes rápidos para saber o estado clínico das pessoas e entregues fármacos anti-palúdico para o combate à doença. Das 208.505 consultas realizadas no primeiro trimestre deste ano, 70.286 resultaram casos positivos, com um registo de 107 óbitos em toda a província de Malange, segundo a oficial do Programa de Luta Contra a Malária, Angelina Nunes.
Yolanda Mote confessou estar preocupada com o elevado índice de casos de malária, pois anteriormente as autoridades sanitárias tinham registado 23.912 casos, de um total de 170.798 consultas em várias unidades sanitárias, de que resultaram 104 mortes.
Para alterar este quadro, as autoridades de saúde vão continuar a desenvolver acções de prevenção, como campanhas de desinfestação, distribuição de mosquiteiros e palestras sobre os cuidados a observar para evitar a malária.  

Tempo

Multimédia