Províncias

Diversificação de cursos recomendada por jovens

Luisa Vitoriano | Malange

As organizações juvenis filiadas no conselho provincial da juventude de Malange manifestaram preocupação pelo número reduzido de instituições do ensino superior e diversificação de cursos naquela parcela do país.

As organizações juvenis filiadas no conselho provincial da juventude de Malange manifestaram preocupação pelo número reduzido de instituições do ensino superior e diversificação de cursos naquela parcela do país.
Os jovens lamentaram, num encontro com o governador provincial Boaventura Cardoso, a falta de instituições privadas de ensino superior em Malange e os constrangimentos que a situação tem causado.
A província de Malange conta com apenas um núcleo da Universidade Luegi a Nkonde e outro da Igreja Metodista Unida. Neste último lecciona-se o curso de Teologia. Os membros do conselho salientaram que a situação obriga a que muitos interessados em ingressar no ensino superior partam para outros pontos do país e do estrangeiro, em busca de melhores oportunidades para a sua formação.
Para inverter o actual quadro, os jovens apelaram às instâncias de direito no sentido de trabalharem mais na criação de escolas do ensino superior, quer públicas quer privadas. A província de Malange conta com quatro cursos superiores, Enfermagem, Medicina, Matemática e Pedagogia, nas instituições públicas e o curso de Teologia, ministrado num estabelecimento da Igreja Metodista Unida, no Quéssua.
Os associados do conselho mostraram-se preocupados com o atraso que se verifica com as obras da primeira fase do bairro social, bem como a morosidade na cedência e legalização de terrenos para a autoconstrução dirigida.
A inexistência de bibliotecas, de programas de massificação nas várias modalidades desportivas nas escolas e nos clubes, bem como a carência de espaços para desenvolvimento de várias modalidades e a elevada taxa de desemprego também são questões que preocupam os jovens.
O governador de Malange, Boaventura Cardoso, que manifestou satisfação pela realização do debate, garantiu esforços para solução das inquietações dos jovens da província.
Anunciou que em breve é construído um pavilhão de artes e ofícios, o jardim zoológico do município de Cangandala, bem como uma biblioteca e a reabilitação do Estádio 1º de Maio.

Tempo

Multimédia