Províncias

Documentos condicionam crédito no Sequeco

Francisco Curihingana | Malange

As Associações de camponeses da comuna do Soqueco, província de Malange, podem atrasar o pagamento do crédito de campanha agrícola por falta de documentação, disse ontem ao Jornal de Angola o técnico da Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA).

As Associações de camponeses da comuna do Soqueco, província de Malange, podem atrasar o pagamento do crédito de campanha agrícola por falta de documentação, disse ontem ao Jornal de Angola o técnico da Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA).
Domingos Kiaúlu revelou que, até ao momento, apenas uma das dezasseis associações de camponeses da comuna beneficiou de crédito de campanha. “Muitos camponeses não dispõem de documentos pessoais e isso impede o banco de ceder crédito”, disse, sublinhando a necessidade do apoio aos camponeses organizados, com tractores e outros meios para aumentar os níveis de produção.
Com esses meios, os camponeses, além de melhorarem os níveis de produção agrícola, também vão criar excedentes para comercializar e permitir a estabilidade social das famílias, notando que na comuna estão preparados 37 hectares.

Tempo

Multimédia