Províncias

Empreiteira abandona obras para captar água no Xandel

A empreiteira nacional PSA-Águas de Angola, contratada pelo governo da província de Malange para reabilitar o sistema de captação, tratamento e distribuição de água na comuna de Xandel, município do Quela, abandonou, em Março deste ano, a empreitada, sem explicar os motivos.

Governo pode processar os infractores
Fotografia: Jornal de Angola

A empreiteira nacional PSA-Águas de Angola, contratada pelo governo da província de Malange para reabilitar o sistema de captação, tratamento e distribuição de água na comuna de Xandel, município do Quela, abandonou, em Março deste ano, a empreitada, sem explicar os motivos.
Segundo informações avançadas ontem pela Angop, a empresa, que não tem representação em Malange, ganhou o concurso público para a reabilitação do sistema de águas em Xandel e já terá recebido 90 por cento do valor da obra.
O director provincial em exercício de Energia e Águas, Lourenço Neto, notificou o governo da província sobre a ocorrência e encaminhou um expediente ao gabinete jurídico para um eventual processo judicial.
A obra, de acordo com o responsável, foi adjudicada em 2008, com prazo de execução de 90 dias, no valor de 14.554 mil kwanzas, mas prolongou-se até este ano por incumprimento das cláusulas contratuais por parte do empreiteiro.
“No mesmo ano, a empresa recebeu 40 por cento do valor acordado para dar início à obra e, em 2009, recebeu mais 50 por cento, perfazendo o equivalente a 12.842 mil kwanzas”, explicou. Lourenço Neto disse que o trabalho inicial se consubstanciou na construção de cinco fontanários públicos, criação da estrutura de apoio aos reservatórios de distribuição de água e aplicação da tubagem das redes de distribuição.
O administrador municipal adjunto do Quela, Fonte Boa, explicou que a população dispõe de água canalizada, mas não potável, pelo facto de a empreiteira não concluir o referido trabalho.
A comuna de Xandel, saliente-se, fica a mais de 100 quilómetros da cidade de Malange.

Tempo

Multimédia