Províncias

Função Pública com grande absentismo

Sónia Maria | Caculama

Muitos funcionários de repartições públicas de Caculama estão a furtar-se ao trabalho, nos últimos dias, por causa das baixas temperaturas que se fazem sentir naquela parcela da província, que dista cerca de 45 quilómetros da cidade de Malanje, denunciou ontem a chefe de expediente daquela Administração Municipal.

Muitos alunos ficam horas sem aulas por ausência considerável de professores nas salas
Fotografia: Arão Martins

Maria da Conceição repudiou tais atitudes e apelou os trabalhadores a marcarem presença regular nos seus postos e a cumprirem os horários estabelecidos.
A chefe de expediente salientou que a assiduidade, pontualidade e boa prestação de serviço fazem parte dos critérios de avaliação de um funcionário público, daí que “o cacimbo não pode ser argumento para justificar as constantes faltas ao serviço”.
A responsável da Administração Municipal de Caculama garantiu que as autoridades locais vão tomar sérias medidas contra os funcionários que insistirem em faltar ao serviço, através da aplicação de sanções, como descontos, despromoção e demissão, nos casos mais graves. Maria da Conceição avançou que os funcionários devem cumprir com as suas responsabilidades, contribuindo para resolver os problemas da população, a partir dos seus postos de trabalho.
“Os funcionários quer sejam de empresas públicas ou privadas, devem saber responder às tarefas que lhes são incumbidas, chegando a hora certa e exercendo com zelo e dedicação as suas actividades”, disse a responsável.

Conselhos médicos


Alberto Mendes, especialista em Enfermagem, aconselhou a população a redobrar os cuidados com a saúde, para evitar nesta época de frio as enfermidades sazonais e oportunistas, como as  doenças respiratórias, em consequência das poeiras.Acrescentou que, nesta altura do ano, em Caculama, a procura medicamentos contra a gripe, designadamente xaropes e anti-alérgicos, aumentou de forma significativa.
O enfermeiro Albino Mendes exortou também os pais a terem uma maior atenção às mudanças de clima e a procurarem os serviços de saúde, sempre que detectarem qualquer complicação ou anomalias com os filhos.
Aquele especialista exortou igualmente os munícipes a evitarem o uso de bebidas bastantes frescas e o consumo de frutas e de carnes brancas.

Tempo

Multimédia