Províncias

Governador de Malange quer denúncia de casos

Francisco Curihingana | Malange

O governador provincial de Malange pediu na quinta-feira aos pais, encarregados de educação e alunos para denunciarem os professores que recebem dinheiro para garantirem a passagem de classe de estudantes.

Governador Norberto dos Santos
Fotografia: Jornal de Angola

Norberto dos Santos, que falava num encontro com estudantes universitários de Malange a leccionarem no Kwanza-Norte, pediu igualmente aos professores que tenham a coragem de denunciar os estudantes e os pais que entregam dinheiro para passarem de classe.
O governador acredita que as denúncias, que implicam sanções graves para ambas as partes, ajudam a conter o surgimento de casos de corrupção no ensino e a melhorar o sistema, para que haja quadros com qualidade e competência para contribuírem no desenvolvimento da província e do país.
O mundo de hoje é do saber e do conhecimento, afirmou, para depois realçar que “não vale a pena ter o diploma pendurado em casa sem conseguir exercer a profissão para a qual se estudou, por fingirmos estudar quando se passava por pagar a professores”.
Norberto dos Santos criticou, ainda, a nova forma adoptada pelos jovens estudantes na escrita e na linguagem, quebrando a harmonia e as regras da língua portuguesa. “Vejo alguns a escrever chouriço com ‘x’, por exemplo, o que não pode ser”, realçou o governante. O governador pediu aos estudantes universitários de Malange, muitos dos quais docentes, para ensinarem bem os alunos para se alterar o quadro actual do sector, em que há um défice no aproveitamento escolar, o que põe em perigo o futuro do país.
Lamentou, ainda, o facto de existirem alunos nos vários níveis que não frequentam as aulas e aparecerem apenas para as provas com notas fabulosas. “Ainda que aprovem não estão a enganar o Governo mas a si mesmos, pois, quando forem trabalhar, os diplomas não vão reflectir a eficácia e competência no exercício da função.”

Tempo

Multimédia