Províncias

Governo de Malange ausculta os jornalistas

Luisa Vitoriano | Malange

A vice-governadora de Malange para o sector Político e Social, Alice Van-Dúnem, reuniu-se recentemente com os profissionais dos órgãos públicos da comunicação social sedeados na província, para auscultar a sua realidade.

A vice-governadora de Malange para o sector Político e Social, Alice Van-Dúnem, reuniu-se recentemente com os profissionais dos órgãos públicos da comunicação social sedeados na província, para auscultar a sua realidade.
 Durante o encontro, os directores e representantes das Edições Novembro (proprietária do Jornal de Angola), Rádio Malange, Televisão Pública de Angola (TPA) e Agência Angola Press (ANGOP) enunciaram os problemas que os profissionais enfrentam no exercício da actividade.
Uma das questões mais debatidas prende-se com a instituição do Prémio Provincial de Jornalismo, que até ao momento não está definido. Mas, a falta de meios rodoviários para apoiar as reportagens também foi colocada.
Os profissionais queixaram-se ainda da falta de colaboração das fontes de informação, que continuam fechadas, o que cria embaraços na divulgação de informações pontuais. Os jornalistas apelaram aos responsáveis provinciais para intercederem junto dos directores e responsáveis dos vários sectores da vida económica e social da província, para o estabelecimento de uma “ponte” directa, evitando obstáculos no contacto
Na ocasião, a vice-governadora Alice Van-Dúnem reconheceu o desempenho dos jornalistas em Malange e deixou uma mensagem de esperança, traduzida na melhoria das condições de trabalho, para um bom desempenho profissional.
A vice-governadora para o sector Político e Social exortou os directores dos órgãos de comunicação social a elaborarem um memorando, que servirá para uma análise mais profunda dos problemas vividos pelo sector junto do Governo de Malange.
No final, o jornalista da ANGOP, Dito Calombe, manifestou satisfação pelos resultados e disse que o encontro revela o interesse do Governo Provincial na solução dos problemas da comunicação social em Malange.

Tempo

Multimédia