Províncias

Incumprimentos da mesada lideram conflitos familiares

Um total de 304 conflitos familiares, com realce para 114 casos de incumprimento de mesada, foi notificado entre Janeiro e Março deste ano pela Direcção da Família e Promoção da Mulher no Kwanza-Norte, menos 29 do que em igual período do ano passado.

Expositores consideraram que a iniciativa serviu de incentivo para o aumento da produção
Fotografia: Genivaldo da Fonseca | Malange

Uma nota da instituição enviada à Angop, em Ndalatando, refere que também foram registados 62 casos de abandono de lar, 56 ofensas morais, 24 ofensas corporais, usurpação e privação de bens, com 14 casos, oito acusações de feitiçaria e cinco ameaças de morte.
Adultério, injúrias, fuga à paternidade, chantagem e desentendimento constam também dos conflitos notificados e resolvidos pela sala de aconselhamento da Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher no Kwanza-Norte.
O documento da instituição refere que 242 casos tiveram solução imediata, através de aconselhamento a nível da instituição, enquanto 62 outros foram remetidos à Procuradoria-Geral da República, devido à complexidade dos mesmos.
O documento associa a redução dos conflitos familiares registados às acções de sensibilização levadas a cabo pela direcção de tutela, tendo em vista o bem-estar das famílias.
Através de palestras, seminários e encontros com as famílias nas comunidades, a instituição está apostada no reforço da divulgação da Lei Contra a Violência Doméstica e na mobilização dos cidadãos, para a adopção do diálogo como principal via para a resolução de conflitos.

Tempo

Multimédia