Províncias

Instituição melhora vida das populações

Luisa Victoriano|Malanje

As acções do Fundo de Apoio Social (FAS)  em vários municípios da província de Malanje está a contribuirpara positivamente para a melhoria das condições de vida das populações, sobretudo as mais vulneráveis, informou em Malanje o vice-governador provincial para o Sector Económico, Domingos Eduardo.

Sector da Educação e Saúde continuam a constituir prioridade no quadro das acções do Executivo e do Fundo de Apoio Social
Fotografia: Rafael Tati

Intervindo na abertura de um seminário sobre o enquadramento dos programas do Fundo de Apoio Social, Domingos Eduardo sublinhou que a materialização do Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza, através da execução de projectos de desenvolvimento local, está a contribuir para o reforço da capacidade institucional dos municípios. 
O vice-governador disse que o seminário facilita o enquadramento jurídico e institucional do Ministério da Administração do Território e mostra os mecanismos que permitem às administrações municipais elaborar os seus perfis de trabalho e tomar decisões durante aaplicação dos respectivos planos de desenvolvimento.
Ovice-governador da província, Domingos Eduardo, recomendou aos administradores e parceiros sociais que apliquem as metodologias participativasna elaboração das suas agendas,de modo a melhorar o acesso das famílias vulneráveis aos serviços sociais e oportunidades económicas.
O director provincial do Fundo de Apoio Social(FAS), Joaquim Fernandes, sublinhou que o encontro serviu para delinear estratégias e criarum maiordinamismo na execução dos projectos sociais desenvolvidos pela instituição.
Numa primeira fase, referiu o responsável, os projectoscobrem os municípios de Malanje, Caculama, Cacuso e Cangandala. Os administradores  municipais e parceiros sociais debateram, entre outros assunto, as acções em curso no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza e dos Planos de Desenvolvimento Municipais para 2015 nos municípios de Malanje, Cacuso, Calandula, Cangandala, Caculama, Quiuaba Nzoji e Cahombo e o papel dos agentes de desenvolvimento comunitário.

Tempo

Multimédia