Províncias

Jornadas de pediatria encerram no Quéssua

Francisco Curihingana | Malanje

As oitavas jornadas de pediatria, que decorrem no Instituto Médio Agrário de Malanje, no sector do Quéssua, sob o lema “O ensino da pediatria em Angola, sua importância na sustentabilidade da municipalização dos serviços de saúde”, encerram hoje.

Autoridades prometem continuar a trabalhar para as linhas de orientação geral em matéria de saúde infantil serem respeitadas
Fotografia: Eduardo Cunha | Malanje

Nas jornadas, em que participaram o ministro da Saúde, José Van-Dúnen, e o governador provincial de Malanje, Norberto dos Santos, são abordados temas relacionados com a situação da assistência sanitária à criança e para ultrapassar os problemas do sector em Angola.
Os especialistas analisam os perfis do pediatra e do enfermeiro, seu impacto na redução da mortalidade de crianças de menos de cinco anos, organização dos serviços de saúde, contribuição da Faculdade de Medicina da Universidade Luegi Ankonde na saúde das crianças em Malanje e os desafios da saúde dos menores na província.
A melhoria dos cuidados de saúde materna, neonatal e infantil, a qualidade de assistência pediátrica, experiência em Angola, resultados da saúde infantil com o projecto de agentes de sanitários na província de Malanje, além do papel do profissional de enfermagem na indicação médica são também temas da agenda de trabalho.
As estatísticas da malnutrição aguda no Hospital Geral do Huambo e as infecções associadas à drepanocitose no mesmo estabelecimento clínico, de Maio de 2013 a Março deste ano, são discutidas pelos participantes.
Os participantes debruçam-se sobre a importância da cirurgia pediátrica na saúde da criança e experiência a nível do Hospital David Bernardino, os benefícios da coabitação da cirurgia pediátrica e pediatria, hérnia diafragmática congénita e análise da cobertura vacinal em Malanje, seus constrangimentos e perspectivas. O governador provincial de Malanje, Norberto dos Santos, assegurou que as autoridades vão continuar a trabalhar para que as linhas de orientação geral em matéria de saúde infantil sejam respeitadas.
O governante disse que o progresso social observado em todo o mundo nas últimas décadas, com a diminuição da pobreza e melhoria das condições sociais, não foi uniforme nos diversos países e a maioria dos óbitos de crianças ainda ocorre nos países menos desenvolvidos.
Norberto dos Santos manifestou o seu reconhecimento a todos os profissionais da Saúde que se dedicam à causa da criança, felicitando a Sociedade Angolana de Pediatria, seus patrocinadores e colaboradores pelo trabalho que desenvolvem. O ministro da Saúde, José Van-Dúnem, destacou o compromisso do Executivo relacionado com a criança, à luz dos 11 compromissos, com o slogan “Criança prioridade absoluta”.
Para atingir os objectivos preconizados, o ministro disse existir a nível do programa do Executivo um compromisso relacionado com a redução da mortalidade materna e infantil.
O ministro José Van-Dúnem considerou satisfatório o facto de haver um número grande de crianças nas várias aldeias do país, resultado da combinação das altas taxas de natalidade e da redução significativa da mortalidade infantil e neonatal.
Um dos Objectivos do Desenvolvimento do Milénio está ligado à redução da mortalidade infantil e às acções que a Sociedade Angolana de Pediatria realiza a nível das várias províncias do país, associando as suas intervenções com as instituições de ensino, como as Faculdades de Medicina e escolas de formação de enfermeiros.
O ministro da saúde José Van-Dúnem chamou a atenção para a responsabilidade em relação às jornadas, uma vez que reúnem profissionais de todo o país, particularmente os provenientes do Hospital de referência "David Bernardino" e professores de Pediatria da Faculdade Luegi Ankonde e da Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto, além de profissionais cubanos.

Tempo

Multimédia