Províncias

Jovens do bairro da Voanvala recebem lotes já demarcados

Venâncio Víctor | Malanje

Um total de 100 lotes de terrenos, no bairro da Voanvala, na cidade de Malanje, foi entregue na sexta-feira a igual número de jovens empreendedores da  província, no quadro das políticas do Executivo no acesso à casa própria.

Tractores continuam a desbravar à terra para que até Agosto próximo outros jovens possam também beneficiar de parcela e poder realizar o sonho
Fotografia: Edições Novembro

No acto de entrega dos títulos de concessão de terras aos primeiros 100 jovens formados pelo Fórum Angolano de Jovens Empreendores (FAJE), o governador provincial, Norberto dos Santos, Kwata Kanawa, disse que os lotes concedidos tem também como finalidade facilitar o acesso dos jovens ao “Projecto Nacional de  Credito Projovem, concebido pelo Executivo”.
 Kwata Kanawa pediu aos jovens beneficiários de terrenos maior sacrifício e força de vontade para a materialização dos projectos e do sonho de se obter a casa própria, tendo em conta que na vida nada é fácil. Lembrou que o futuro do país está nas mãos da juventude, mas, para tal, é preciso dedicarem-se aos estudos e no trabalho.Para o governador provincial, as parcelas de terra servem de garantia dos jovens empreendedores junto das instituições bancárias, para se obter o acesso ao crédito Projovem.
O empréstimo bancário aos jovens empreendedores deve rondar entre os dez a 30 milhões de kwanzas, de acordo com explicações prestadas pelo coordenador do FAJE, empresário João Diogo Gaspar.   O responsável adiantou que estão a ser desenvolvidos esforços junto da Administração Municipal de Malanje, no sentido de beneficiar, até Agosto, outros 600 jovens, dos 3. 600 filiados no Fórum  Angolano de Jovens Empreendedores.  João Diogo Gaspar considerou difícil a distribuição de lotes de terrenos, por acarretar alguns custos que tem a ver com a limpeza e demarcação dos espaços, daí que o processo deve ser realizado de forma gradual. “Na medida em que a administração municipal se mostrar disponível na entrega dos lotes, vamos indo distribuindo os lotes aos jovens associados, que se encontram a concluir o curso de empreendedorismo”,  disse.   O FAJE, de acordo com o responsável, no âmbito das suas responsabilidades sociais, tem respondido o apelo da juventude no que concerne ao auto emprego e empreendedorismo, daí terem sido apresentadas ao Governo as preocupações desta franja da sociedade relativo ao projecto Projovem, aprovado recentemente pelo Conselho de Ministros.
O coordenador do FAJE salientou que para se obter o crédito o jovem deve possuir um bem que sirva como garantia perante os bancos creditados, pois, referiu que é com base neste pressuposto que o governo cedeu lotes de terrenos.
 O FAJE financiou em 2016, o curso de empreendedorismo a 100 jovens que preparam os seu projectos e desejam ser contemplados com um financiamento de dez a 30 de milhões de kwanzas.

Disponibilidade financeira

O administrador municipal de Malanje, Osvaldo Naval dos Santos, confirmou a solicitação do FAJE para a cedência de outros 500 lotes, recordando que o acto de entrega de parcela terra surge em resposta as políticas do Executivo, que é a de facilitação dos jovens no acesso à casa própria.
“Os jovens que receberam os seus lotes podem, a partir dos próximos dias, começar a construir as suas casas e dar andamento ao projecto que se propuseram, tão logo que tenham  disponibilidade financeira”, sustentou.

Tempo

Multimédia