Províncias

Mais centros infantis e de educação comunitária

Luí­sa Victoriano| Malanje

Os sectores de Cambondo e Quissaco, município de Malanje, vão passar a dispor de dois centros  infantis e de educação comunitária (CIC-CEC), com capacidade para albergar 200 crianças cada, de acordo com a directora provincial da Assistência e Reinserção Social (MINARS), Isabel Roque.

Crianças carentes e em conflito com a Lei contam com apoio do Governo Provincial de Malanje para crescerem saudáveis e em ambiente harmonioso
Fotografia: Jaimagem

Os referidos centros destinam-se a apoiar crianças carenciadas em termos de formação integral nas com idade pré-escolar e na assistência alimentar e juntam-se aos três já existentes - dois em Malanje e um em Cangandala -  que acolhem 750 crianças.
O MINARS vai desenvolver este ano 12 projectos sociais em vários domínios, como  o apoio com cestas básicas às comunidades vulneráveis, idosos e portadores de deficiência. Além disso, desenvolve outros destinados à criação de rendimento, que estão a permitir assistir pessoas carentes, com a criação de auto emprego em diversas áreas.
O sector tem registadas 15.551 pessoas da terceira idade, das quais 2.347 assistidas pelo Ministério da Assistência e Reinserção Social com cestas básicas e 57 sob tutela da Direcção Provincial, nos lares de acolhimento.
Durante o ano anterior, Ministério assistiu 19 pessoas com projectos de terapia ocupacional.
No âmbito do programa de reabilitação física e ajuda técnica foram distribuídos 596 meios de locomoção às pessoas portadores de deficiência, e inseriu-as em  trabalhos para terem o seu próprio rendimento. Este programa permitiu integrar 120 pessoas em vários projectos, como moto-táxi, serralharia, moagem, alfaiataria, barbearia, engraxador, pedreiro, sapataria, entre outros.
Quanto ao programa de localização e reintegração familiar, a instituição reintegrou 15 famílias nas suas áreas de origens  e  localizou 41 crianças em Malanje e noutras regiões do país.
No âmbito do programa de melhoria das condições habitacionais, durante o ano de 2013 foram igualmente apoiadas 120 famílias carenciadas e flageladas pelas chuvas, tendo beneficiado de diverso material, como seis mil chapas de zinco, conjuntos de cozinha e cestas básicas.
A direcção do MINARS também desenvolve acções denominadas  CIC-CEC móvel junto das comunidades, que já permitiram apoiar em   alimentos 900 crianças, que estão a ser asseguradas por educadores, vigilantes e activistas sociais. Em Malanje, também é dada assistência a 469 crianças órfãs  acolhidas em nove orfanatos da província e em três creches privadas, no quadro do programa de prevenção e apoio à primeira infância. O referido programa, disse  Isabel Roque, está a contribuir para a redução da mortalidade de crianças privadas de aleitamento materno por as mães serem seropositivas. Também tem permitido apoiar 690 crianças carenciadas, dos zero aos 5 anos, órfãs de mães seropositivas, em estado de vulnerabilidade, e as mães tutelares que acolhem crianças abandonadas.

Tempo

Multimédia