Províncias

Mais pavilhões de artes e ofícios na região

Luísa Victoriano | Malange

A província de Malange vai contar a partir do próximo ano com três pavilhões ocupacionais, nos bairros da Katepa e Kangambo, para garantir a formação dos jovens em diversas áreas, anunciou o director provincial do Centro Integrado de Emprego e Formação Profissional.

Jovens têm beneficiado de formação no âmbito do programa de combate ao desemprego
Fotografia: Jornal de Angola

Rui Bravo deu esta informação durante o encerramento do curso de formação profissional no Centro Integrado do bairro da Maxinde, e acrescentou que os referidos pavilhões vão proporcionar mão-de-obra especializada para o mercado de trabalho.
Durante dez meses, 568 jovens foram formados nas áreas de alvenaria, frio, canalização, carpintaria, corte e costura, decoração, culinária, electricidade, informática, serralharia civil e contabilidade.
Rui Bravo pediu aos parceiros sociais para darem abertura aos jovens recém-formados e anunciou que a província de Malange conta igualmente com um centro denominado “CLESE”, especializado na formação de futuros empreendedores.
Ao encerrar o acto, o vice-governador provincial para  a área Técnica,  Gabiel Pontes, disse que a formação dos jovens é uma prioridade do Executivo e pediu às empresas públicas e privadas, enquanto parceiros do Governo, para recrutarem os jovens formados, para que o binómio qualificação profissional-emprego seja um facto, ao criarem rendimento e contribuirem para a melhoria do nível de vida das famílias.
Na província de Malange, vários jovens desempregados têm beneficiado de formação profissional e de instrumentos de trabalho, para poderem abrir pequenas empresas de prestação de serviços, no âmbito do programa do Executivo de combate ao desemprego.

Tempo

Multimédia