Províncias

Mais pessoas têm acesso a água tratada

Venâncio Víctor | Malanje

Mais de 265 mil famílias da cidade e periferia de Malanje passaram a ter água potável devido ao programa de expansão, afirmou ontem o director provincial do sector.

Governo Provincial de Malanje está a envidar esforços para levar água potável às comunidades incluindo as mais longínquas
Fotografia: Mavitidi Mulaza

Jacinto Caculo, que falava num seminário sobre o modelo de gestão de água e saneamento da cidade de Malanje, disse que a expansão do programa beneficia igualmente mais 125 mil famílias, que retiram o produto a partir de sistemas movido a manivela.
O director da Energia da Energia e Águas afirmou que só no município sede há 338 manivelas, mas que 60 delas estão avariadas por falta de manutenção.
Sobre a formação, referiu que estão  a ser  realizadas acções idênticas em toda a província, pois a componente mais importante do investimento que o Executivo está a fazer tem a ver com a manutenção e sustentabilidade das infra-estruturas básicas.
O director provincial das Águas declarou que a rede principal de distribuição tem 120 quilómetros e alimenta 6.478 residências e que o objectivo do Plano Nacional de Desenvolvimento 2013/2017 prevê que 80 por cento das comunidades rurais e peri urbanas tenham água.
As manivelas e os fontenários, prosseguiu, representam as infra-estruturas básicas fundamentais para o cumprimento dos objectivos traçados pelo Executivo.
Jacinto Caculo salientou que a acção formativa destina-se a dotar as comunidades, em particular os coordenadores dos bairros e gestores de manivelas, de conhecimentos necessários para a conservação e higiene dos equipamentos. Os participantes, entre os quais representantes do conselho da Empresa de Água e Saneamento de Malanje, técnicos da Direcção local da Energia e Águas, líderes comunitários, analisaram, entre outros, assuntos relacionados com a gestão de água na comunidade, responsabilidade individual dos membros do grupo de água e saneamento e cuidados a ter.Indicadores de água tratada, principais doenças de origem hídrica, conhecimentos básicos do ciclo de água, caracterização de um pequeno sistema e ponto de água na comunidade, montagem e desmontagem de uma manivela foram igualmente assuntos tratados no seminário.
O governador provincial de Malanje em exercício referiu que “o problema da água é crucial a nível das políticas e estratégias para a melhoria das condições de vida da população”. Gabriel Pontes lembrou que a água é vital e o seu uso ou consumo devem ser feitos de forma racional e coordenada. O Governo Provincial de Malanje, disse o responsável, está a fazer grandes investimentos para minimizar o problema da insuficiência de água que ainda se regista na cidade e arredores.
O vice-governador provincial de Malanje salientou a importância da conjugação de esforços por parte da comunidade para que os investimentos no sector de Energia e Águas não sejam em vão.

Tempo

Multimédia