Províncias

Malange constrói avenida marginal

Luísa Victoriano e Sónia Maria | Caculama

Uma avenida com cerca de três quilómetros vai ser construída na margem do rio Malange, na cidade com o mesmo nome, de acordo com o projecto estruturante de desenvolvimento da província para o período 2013/2017.

Autoridades locais pretendem criar novas infra-estruturas com padrões arquitectónicos universais para dar uma melhor imagem à região
Fotografia: Eduardo Cunha

O projecto estruturante foi apresentado quarta-feira ao Governo Provincial de Malange pelo arquitecto da empresa Arqdesing, Francisco Miguel.
A marginal, a ser construída entre a zona desportiva e a ponte entre as margens, vai ter duas faixas de rodagem em cada sentido, com separador central, assim como vão ser construídos espaços para estacionamento de viaturas e de lazer. O projecto inclui o desassoreamento e limpeza do rio.
A reabilitação e expansão da piscina municipal, a construção de um pavilhão multiuso, um estádio de futebol, edifícios hoteleiros e residenciais e espaços de negócios, constam também do programa de requalificação urbana da futura marginal de Malange.
O programa prevê o alargamento da avenida do aeroporto para três faixas de rodagem em cada sentido com separador central, espaço verde, vias colectoras, estacionamento e a transformação da rotunda do Cheile num monumento histórico em memória à Rainha Njinga Mbandi.
De acordo com o projecto, a Estrada Nacional 230 vai ser alargada, passando a ter três faixas de rodagem em cada sentido, com separador central, espaço verde, corredor pedonal e vias colectoras.
A avenida do Seminário de São José vai ganhar uma outra imagem, ja que vai passar a ter novo arruamento, com duas faixas de rodagem em cada sentido.A apresentação do projecto contou com a presença do governador de Malange, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, que se mostrou satisfeito com os projectos propostos pela empresa Arqdesing, tendo acrescentado que a iniciativa vai ser analisada junto do Conselho de Auscultação do Governo Provincial de Malange, para encontrar as formas de pagamento.
O governador referiu que a intenção das autoridades locais é de criar infra-estruturas com padrões arquitectónicos universais e bem acentuados para dar uma melhor imagem à região.
O responsável disse que o programa de requalificação urbana e ordenamento dos pontos fulcrais da rede viária nas zonas centrais do município de Malange vai contribuir para organização, desenvolvimento e embelezamento da província.

Agricultores de Caculama


Os agricultores do município de Caculama, província de Malange, esperam boas colheitas no presente ano agrícola, tendo em conta as últimas chuvas que caíram com uma certa regularidade na região.
Alberto Muxito, camponês há 30 anos, está satisfeito com as perspectivas desta colheita e nem mesmo a baixa produção de feijão que o município registou, fruto do lançamento tardio da semente à terra, vai prejudicar a safra. Além disso, o sistema de rega tem contribuído para que os camponeses de Caculama produzam durante toda a época agrícola.
Alberto Bundo, outro camponês, considerou positiva a estratégia das autoridades para a concessão de crédito agrícola de campanha aos camponeses organizados em associações ou cooperativas. Graças a ele, acrescentou, foi possível ter sementes, tractores, motobombas, fertilizantes e moageiras, que tornam o trabalho mais organizado no município.
O camponês Alberto Muxito considera importante que todos aproveitem a presença do comboio, para melhorar o processo de escoamento dos produtos do município para Luanda.

Tempo

Multimédia