Províncias

Malanje com mais centros de formação

Venâncio Victor | Malange

A província de Malange conta com mais três pavilhões de artes e ofícios, que vão ministrar cursos nas especialidades de pintura, mecânica, marcenaria e electricidade, construídos nos bairros da Carreira de Tiro, Catepa e  no mercado Xauande, no bairro de Cangambo.

Numa primeira fase vão ser beneficiados os profissionais que forem certificados pelo Governo com diplomas de competências. Os pavilhões foram construídos no âmbito do programa de combate ao desemprego.
O vice-governador para o Sector Técnico e Infra-estruturas, Gabriel Pontes, lembrou que as medidas e políticas de emprego, estabilidade e crescimento figuram da lista de prioridades do Plano Nacional de Desenvolvimento, concebido pelo Executivo. Frisou que o objectivo da criação dos pavilhões é a reconversão da economia informal em formal, para assegurar mais rendimentos às famílias e contribuir para o desenvolvimento do país.
O vice-governador disse que vários profissionais têm vindo a exercer a sua actividade em locais inapropriados, sem a observância das normas de higiene, segurança, urbanidade e com falta de profissionalismo, com particular realce para os marceneiros, serralheiros, cabeleireiros, barbeiros e mecânicos de automóveis. />O vice-governador de Malanje para a Esfera Técnica, Gabriel Ponte, acrescentou que os pavilhões foram concebidos pelo Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS), com o propósito de organizar o exercício destas actividades no seio das comunidades e por profissionais com reconhecida competência.
Gabriel Ponte realçou que as infra-estruturas vão garantir a oferta de espaços devidamente equipados, para que os profissionais possam desenvolver as suas actividades em melhores condições, maior qualidade e conferir dignidade às profissões, valorizando igualmente o trabalho.
 Os pavilhões de artes e ofícios vão permitir o desenvolvimento do empreendedorismo e garantir que estes profissionais transmitam os seus conhecimentos, contribuindo para a criação de mais postos de trabalho e melhor prestação de serviços, para o bem-estar das populações.

Tempo

Multimédia