Províncias

Malanje exige reforço da saúde nas comunidades

Venâncio Victor | Malanje

Um seminário regional para o fortalecimento das organizações da sociedade civil e reforço do sistema de saúde comunitário em Angola, que encerrou terça-feira, em Malanje, recomendou a melhoria da qualidade do serviço prestado pelas organizações da sociedade civil, visando melhorar o nível de intervenção nas comunidades.

O vice-governador Manuel Campo orientou os trabalhos da conferência regional
Fotografia: Eduardo Cunha | Malanje - Edições Novemvro

A acção formativa, promovida pela Rede das Organizações Angolanas ao Serviço da Sida (Anaso), decorreu sob o lema “Comunidades fortalecidas  - nação renascida” e foi orientado pelo vice-governador para o sector Político e Social, Manuel Campo.
Os participantes defenderam a necessidade da criação de espaços de debate e de reflexão em torno dos tabus relativas à SIDA, para facilitar a integração e inclusão social de pessoas vítimas da doença, bem como a articulação entre o Governo e os diferentes actores da sociedade civil a nível municipal, provincial e nacional.
A importância da intensificação das acções de advocacia a todos os níveis, para a mobilização de apoios que ajudem a resolver o problema de sustentabilidade das organizações da sociedade civil e permitir que a Anaso se transforme numa instituição de utilidade pública constam igualmente das recomendações saídas do certame. Os participantes concluíram ainda que os trabalhos das organizações da sociedade civil, no âmbito do reforço do sistema de saúde, têm aumentado a adesão à prevenção, tratamento, assim como o controlo de outras infecções frequentes nas comunidades.
Constataram de igual modo que a iniciativa da gestão de novos casos de VIH/SIDA, malária e tuberculose nas comunidades têm permitido reduzir a morbilidade e mortalidade entre as mulheres grávidas e as crianças e melhorar o acesso aos cuidados primários de saúde.

Redução da mortalidade

Ao intervir no acto, o vice-governador provincial de Malanje para o sector Político e Social, Manuel Campo, disse que as organizações da sociedade civil, enquanto movimentos de cidadãos organizados, constituem instituições que concorrem para a redução da mortalidade materno-infantil no seio das comunidades.
O governante chamou a atenção para a necessidade de as organizações da sociedade civil continuarem a aprimorar as técnicas referentes ao tratamento das doenças que mais ocorrem no meio rural.
Manuel Campo considerou ser igualmente necessária a intervenção das organizações da sociedade civil no reforço da assistência médica e medicamentosa, de forma a contribuir para a melhoria do sistema de saúde nas comunidades. O governante reafirmou o engajamento do governo local nas tarefas conducentes à municipalização dos serviços de saúde, com vista a conferir maior dignidade às comunidades e bem-estar comum. O encontro contou com a participação de membros do Governo Provincial de Malanje, responsáveis da Administração Municipal de Malanje, Polícia Nacional, Forças Armadas Angolanas, líderes religiosos e membros da sociedade civil.

Transformação da Anaso


Em função do contributo da Rede Angolana das Sociedades de Serviços de Sida (Anaso) nas acções de prevenção, cuidado e assistência às pessoas com  VIH/Sida, foi recomendada, em Malanje, a transformação da organização em instituição de utilidade pública, visando fazer face ao seu objecto social.
A recomendação saiu do seminário regional sobre as organizações da sociedade civil no reforço do sistema da saúde comunitária em Angola,  numa promoção da Anaso, em parceria com a organização não-governamental World Vision.

Tempo

Multimédia