Províncias

Malanje forma operadores industriais

Mais de 80 jovens afectos à Companhia de Bioenergia de Angola (Biocom) terminaram quarta-feira, no município de Cacuso (75 quilómetros a oeste da cidade de Malanje), uma formação de operadores e manutenção de laboratório industrial.

Durante 11 meses de formação, os participantes abordaram matérias relacionadas com a Matemática Básica, Física, Química, etapa do processo industrial e conceitos industriais, operação da planta industrial, segurança no local de trabalho, tratamento de caldo, fábricas de açúcar e de etanol, geração de vapor e energia.
Ao proceder ao encerramento da formação, o vice-governador para o sector económico, Domingos Eduardo, disse que o projecto Biocom é observado como o primeiro passo para que Angola comece a desenvolver o seu sector de biocombustíveis.
Precisou que a empresa está de parabéns por ter esta iniciativa de formar jovens que no futuro vão dar o seu melhor para que o país seja bem desenvolvimento. />De acordo com o responsável, a Biocom faz parte de 19 projectos estruturantes implementados na província para aceleração da economia do país. Por sua vez, o director da Companhia de Bioenergia de Angola (Biocom), Carlos Martins, referiu que os formandos já participam activamente na montagem dos equipamentos da fábrica e nos testes de arranque da fabricação de açúcar, etanol e de energia eléctrica.
Carlos Martins fez saber que a central eléctrica que produz energia através do bagaço da cana-de-açúcar funciona em fase experimental, prevendo-se para breve a inauguração da fábrica de açúcar e etanol.
O projecto Biocom está integrado no Pólo Agro-industrial de Capanda.

Tempo

Multimédia