Províncias

Malanje tem linhas telefónicas para as denúncias e sugestões

Luísa Victoriano | Malanje

O Hospital Geral de Malanje (HGM) e demais unidades hospitalares da província vão contar nos próximos dias com duas linhas telefónicas para  prestação de informações, sugestões e denúncias dos cidadãos ao governo local e à Comissão Provincial de Reforço da Capacidade Institucional do Sector da Saúde.

A prestação de serviços dos profissionais de saúde em Malanje vai ser mais fiscalizada
Fotografia: Eduardo Cunha | Edições Novembro

A informação foi avançada sexta-feira pelo vice-governador provincial de Malanje para o Sector Político, Social e Económico, Domingos Eduardo, na qualidade de supervisor provincial da referida comissão.
Durante uma conferência de imprensa, o governante sublinhou que a criação de linhas telefónicas vai facilitar a população na prestação de informações pormenorizadas sobre a qualidade de atendimento dos profissionais do sector a nível das unidades sanitárias da região.
O vice-governador provincial de Malanje disse que a medida vai permitir que o Governo Provincial possa mais facilmente saber do funcionamento do sector da Saúde, que constitui actualmente uma das maiores preocupações.
Domingos Eduardo apelou aos utentes das unidades hospitalares para a necessidade da colaboração através de denúncias, para que a Comissão Provincial de Reforço Institucional da Saúde possa agir com critérios e responsabilidade para inverter o actual quadro desolador do sector da saúde.
O supervisor provincial fez saber ainda que uma outra aposta para o reforço do sector da saúde em Malanje é a criação de condições em todas as unidades hospitalares, visando garantir melhor assistência médica e medicamentosa à população.
Quanto aos centros da periferia, que apresentavam carência em termos de energia e águas, Domingos Eduardo assegurou que os mesmos já dispõem dos referidos serviços, graças aos esforços desenvolvidos pelo governo local.
Segundo o supervisor da comissão, o pleno funcionamento dos centros de saúde está a descongestionar as unidades de referência da região, nomeadamente o Hospital Geral de Malanje e Materno Infantil.
Relativamente aos fármacos, Domingos Eduardo reconheceu existir carência nas unidades hospitalares de Malanje e disse ser necessário melhorar a comunicação entre o profissional da saúde e o paciente, na transmissão da informação sobre a falta de um determinado medicamento.
Quanto aos centros que ainda não dispõem de condições básicas, como energia eléctrica, água, entre outras, Domingos Eduardo garantiu que o Governo da província e a Administração Municipal de Malanje estão a criar  condições para que os mesmos funcionem sem sobressaltos.
A Comissão Provincial de Reforço da Capacidade Institucional do Sector da Saúde foi criada recentemente, através de um despacho do governador Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”,  para avaliação da situação sanitária da província.
A referida comissão passa a funcionar em parceria com o Gabinete de Inspecção do Governo da Província, bem como os serviços de inspecção da saúde, para que, no prazo de 90 dias, seja aplicado o plano operativo de reforço do sector da Saúde, aprovado pelo governador provincial.

Tempo

Multimédia