Províncias

Médicos de clínica geral reforçam sector da saúde

Francisco Curingana | Malanje

O sector da Saúde na província de Malanje está mais reforçado, desde ontem, com a recepção de 38 novos médicos de clínica geral, dos 42 previstos no quadro da municipalização dos serviços de saúde, numa cerimónia presidida pelo governador provincial, Norberto dos Santos.

Novos médicos de Malanje prometem trabalhar com zelo e dedicação onde forem colocados
Fotografia: Eduardo Cunha | Edições Novembro | Malanje

A recepção dos técnicos superiores tem como objectivo aumentar a cobertura médica em todo o país e a necessidade do enquadramento célere e menos burocrático dos referidos profissionais nos serviços de saúde.
Norberto dos Santos afirmou que, apesar do número de médicos, a província continua a precisar de mais profissionais de saúde, principalmente para atender os municípios do interior.
O governador considerou justa a colocação dos médicos a nível dos municípios, condenando o facto de existirem ainda médicos formados e sem emprego, numa altura em que se deve acabar com a aposta em médicos estrangeiros nalgumas áreas.
“Os médicos estrangeiros são necessários, mas nas especialidades, daí acreditar que podemos apostar nos nacionais, quanto ao que diz respeito à clínica geral”, disse o governador provincial. Norberto dos Santos pediu aos novos médicos que cumpram com os ensinamentos recebidos na formação, como a humanização na saúde, para que os pacientes se sintam satisfeitos com o trabalho por si prestado.
O director provincial da Saúde, Avantino  Sebastião, afirmou que o enquadramento dos novos médicos vai ajudar a diminuir o fluxo de pacientes nas unidades de referência, designadamente no Hospital Regional e no Materno Infantil.
O município de Malanje, com o maior número de habitantes, foi contemplado com oito novos médicos, sendo que Cacuso, Calandula, Mucari, Marimba e Cangandala beneficiaram de cada três, Massango, Luquembo, Quela, Kiwaba Nzoji, Kunda dia Base, Cambundi e Catembo e Caombo receberam cada dois técnicos, enquanto Quirima conta um novo médico.

Tempo

Multimédia