Províncias

Melhorado abastecimento de água à cidade

Filipe Eduardo


Pelo menos duas mil  novas ligações domiciliares de água foram efectuadas na cidade de Malange, nos últimos seis meses deste ano, pelas autoridades locais.

População satisfeita com a qualidade da água
Fotografia: Jornal de Angola

De acordo com o coordenador da Comissão Instaladora da Empresa de Água e Saneamento (EASMO), Bento Francisco, devido à instalação das novas ligações domiciliares, melhorou o abastecimento de água potável aos cidadãos na cidade de Malange.
Segundo Bento Francisco, para a melhoria do abastecimento, as autoridades instalaram 35 quilómetros de rede. Outra melhoria, de acordo com Bento Francisco, tem a ver com a instalação de três grupos de bombas com a capacidade para 147 metros cúbicos por hora.
Bento Francisco reconheceu haver ainda alguns bairros da cidade de Malange sem água canalizada. Porém, segundo ele, os bairros Carreira de Tiros, Campo de Aviação e Kangambo irão beneficiar em breve. O coordenador da referida Comissão revelou que alguns bairros, que ficaram de fora do projecto, vão beneficiar numa outra oportunidade, visto que é impossível fazer-se tudo de uma só vez.
Bento Francisco caracterizou Malange como cidade privilegiada quanto ao pagamento do consumo de água, porque os clientes ganharam consciência em relação ao dever de pagar o que consomem. Uma pequena percentagem, na ordem dos quinze por cento, disse, é que ainda não está a cumprir com a obrigação, mas importa referir que a cada ano que passa a adesão é maior. O responsável apontou outras inovações em carteira, designadamente a instalação para breve de 600 ligações.
Outra melhoria, de acordo com Bento Francisco, tem a ver com a entrada em funcionamento do tratamento automático da água e a reparação dos dois reservatórios com capacidade para dois mil metros cúbicos cada.Garantiu que a água da cidade de Malange é de qualidade, primeiro pelo facto de ser de uma nascente, segundo porque ela é tratada com um acréscimo de uma percentagem de hipoclorito.
“Reconhecemos que algumas casas no centro da cidade ainda estão sem água, mas apelamos à paciência”, garantiu Bento Francisco.
Para os que já beneficiam do produto, o responsável apelou no sentido de manterem sempre as suas contas em dia, pois que é a partir destas contribuições que a EASMO resolve as situações ligadas ao funcionamento da empresa.

Tempo

Multimédia