Províncias

Novo sistema de bombagem entra em acção

Venâncio Victor | Malange

Ao todo, 52 mil habitantes de Malange já beneficiam de água potável, revelou, na quarta-feira, no município de Cacuso, o chefe do departamento provincial da Energia e Água.

Ao todo, 52 mil habitantes de Malange já beneficiam de água potável, revelou, na quarta-feira, no município de Cacuso, o chefe do departamento provincial da Energia e Água. Lourenço Neto, que falava na cerimónia de inauguração de um sistema de captação, tratamento e distribuição de água potável, na regedoria de Cambunze, referiu daquele número, 102 famílias retiram a água de bombas manuais e os restantes habitantes recorrem aos sistemas de captação.
Se as 600 bombas manuais existentes estivessem a funcionar em pleno, sublinhou, mais de 150 mil pessoas beneficiavam do projecto. Este programa relacionado ao abastecimento de água à cidade de Malange, disse, consta de um projecto financiado pelo Banco Mundial, que visa a expansão da rede de distribuição.
Lourenço Domingos anunciou para Junho a conclusão das obras de construção de sete sistemas de captação de água, inseridos na segunda fase do projecto “Água para todos”, nos municípios de Calandula, Kambundi-Katembo, Massango e Quela e no sector de Cangando, arredores da cidade de Malange. O chefe de departamento provincial declarou que a terceira fase do projecto contempla a construção de 25 sistemas de captação, tratamento e distribuição de água, que vão beneficiar os 14 municípios de Malange.

Tempo

Multimédia